Liga italiana multa seis pessoas por briga entre jogadores de Milan e Lazio

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 16 de abril de 2019 as 13:19, por: CdB

O incidente coincidiu com atritos entre jogadores após o final da partida, que tinha importância crucial na disputa por vagas na Liga dos Campeões. Por esse incidente, seis jogadores foram multados.

Por Redação, com Reuters – de Milão/Londres

O tribunal disciplinar da liga italiana disse que não adotará nenhuma ação contra dois jogadores do Milan que exibiram uma camisa da Lazio aos torcedores “como um escalpo” depois de vencerem o adversário por 1 a 0 no sábado.

Franck Kessie, do Milan, discute com Luiz Felipe, da Lazio, após partida do Campeonato Italiano

Tiemoue Bakayoko, do Milan, trocou de camisa com Francesco Acerbi, da Lazio, ao final do jogo, mas depois a exibiu triunfantemente aos torcedores do Milan no Curva Sud como o colega Franck Kessie, em um gesto que desencadeou críticas generalizadas.

O incidente coincidiu com atritos entre jogadores após o final da partida, que tinha importância crucial na disputa por vagas na Liga dos Campeões. Por esse incidente, seis jogadores foram multados.

Gabriele Gravina, chefe da Federação Italiana de Futebol (FIGC), foi um dos que pediram uma ação disciplinar aos jogadores envolvidos na questão da camisa.

– Quando Acerbi entregou a sua (camisa) aos jogadores do Milan e apertou suas mãos, provou que queria encerrar qualquer controvérsia. Exibir a mesma camisa quase como um escalpo diante da multidão foi uma reação feia que deveríamos impedir que acontecesse novamente – disse ele na segunda-feira.

Mas nesta terça-feira, o tribunal disse que “nada foi relatado pelo árbitro da partida”, e acrescentou que não é um caso em que imagens de televisão possam ser usadas como prova.

Mas Kessie foi um dos seis jogadores multados em 10 mil euros por sua participação na confusão.

Os outros foram Andrea Bertolacci e Mateo Musacchio, do Milan, e o trio da Lazio composto por Lucas Leiva, Luiz Felipe e Patricio Gabarrón.

Mais tarde Bakayoko ligou para Acerbi para pedir desculpas, que este pareceu aceitar ao tuitar: “Chega de controvérsia, nos veremos no campo”.

Manchester City

O técnico do Manchester City, Pep Guardiola, pediu aos torcedores que deem todo seu apoio aos jogadores para ajudarem o time a reverter uma desvantagem de 1 x 0 diante do Tottenham Hotspur na partida de volta das quartas de final da Liga dos Campeões, na quarta-feira.

Técnico do Manchester City, Pep Guardiola

Ainda há ingressos disponíveis para a partida no site do time, e Guardiola admitiu que está curioso para ver como estará o clima no jogo, que o City precisa vencer para tentar o feito inédito de vencer quatro troféus na temporada.

Os torcedores do City não simpatizam com a Uefa e vaiam o hino da Champions rotineiramente quando ele é tocado antes dos jogos, em parte devido a uma multa pesada que o clube recebeu da entidade organizadora do futebol europeu em 2014 por violar as regras de fair play financeiro.

Mas Guardiola espera que a torcida deixe a animosidade de lado e estimule o time na noite do confronto.

– A esta altura, sem torcedores não conseguimos avançar. Estou esperando. Estou realmente curioso para ver como nossos torcedores reagirão amanhã – disse Guardiola em uma coletiva de imprensa.

– Nos últimos 20 meses, (os jogadores) ficaram muito orgulhosos do que fizeram. Eles são seres humanos, terão momentos ruins nos jogos, e nesse momento precisamos de nossos torcedores – acrescentou.

Quando indagado sobre o clima que quer, Guardiola respondeu: “Como (na vitória de janeiro na liga inglesa sobre) o Liverpool… mas um pouco melhor”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *