Lionel Messi diz que Bola de Ouro não foi motivação extra contra o Espanyol

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado domingo, 9 de dezembro de 2018 as 12:19, por: CdB

Messi, que já foi eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo, pela primeira vez em uma década não ficou entre os três primeiros. O vencedor de 2018 foi o meia croata Luka Modric.

Por Redação, com Reuters – de Madri

O argentino Lionel Messi afirmou que o modesto quinto lugar na Bola de Ouro na segunda-feira passada não foi um fator de motivação extra na excepcional atuação do jogador na vitória do Barcelona contra o Espanyol, por 4 a 0, no sábado.

O argentino Lionel Messi

Durante a partida, o atacante argentino marcou dois gols de falta e deu uma bela assistência para outro gol, marcado por Ousmane Dembélé.

Messi, que já foi eleito cinco vezes o melhor jogador do mundo, pela primeira vez em uma década não ficou entre os três primeiros. O vencedor de 2018 foi o meia croata Luka Modric.

– Não – respondeu Messi após ser perguntado sobre se a posição abaixo do normal no prêmio tinha sido uma motivação extra no clássico catalão. “Saímos todos muito motivados desde o começo, pois sabíamos o rival que tínhamos pela frente, que vem fazendo uma grande temporada.”

Seus companheiros de Barcelona saíram em defesa de Messi, mostrando seu desacordo com a posição do argentino na Bola de Ouro e rebatendo as palavras de Pelé, que disse na semana passada que o jogador só tinha uma perna e uma jogada.

– Ele (Pelé) não enxerga muito bem, se falou isso de Messi – disse o lateral do Barcelona Jordí Alba. “A Bola de Ouro é uma mentira. Leo é sempre o melhor do mundo. Não foi justo com Messi.”

– Há muita campanha em Madri. Se o Cristiano (Ronaldo) estivesse no Real Madrid, talvez a imprensa e a torcida pediriam que ele ganhasse, mas ele se foi e assim ganhou o Modric – disse Alba. “Modric é um ótimo jogador e fez uma grande temporada. É um dos melhores do mundo, mas o número um é Messi.”

O técnico do Barcelona, Ernesto Valverde, que classificou a votação da Bola de Ouro como “absurda”, também elogiou o atacante.

– O que posso dizer do Leo? Ter o Messi conosco é uma sorte infinita. Ele decide qualquer partida e estamos em uma época que não vai se repetir, pois temos um jogador como ele – disse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *