Livraria Saraiva pede recuperação judicial frente altos prejuízos

Arquivado em: Comércio, Indústria, Negócios, Serviços, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 23 de novembro de 2018 as 15:41, por: CdB

Fundada há 104 anos, a Saraiva tem 85 lojas em 17 Estados do país e uma relevante operação de comércio eletrônico. A empresa afirmou em comunicado ao mercado que “a recuperação judicial não altera, de forma alguma, o funcionamento da (área de) varejo, que segue, na data de hoje, com 85 lojas físicas em todo o Brasil.

 

Por Redação – de São Paulo

 

A rede de livrarias Saraiva, maior do país, fez nesta sexta-feira pedido de recuperação judicial (concordata) depois de não conseguir acordo com fornecedores para renegociação de dívidas. A empresa listou no pedido débitos de R$ 675 milhões.

A Livraria Saraiva é uma das mais antigas do país, que tende a desaparecer diante da crise econômico-política que assola o Brasil
A Livraria Saraiva é uma das mais antigas do país, que tende a desaparecer diante da crise econômico-política que assola o Brasil

Fundada há 104 anos, a Saraiva tem 85 lojas em 17 Estados do país e uma relevante operação de comércio eletrônico.

A empresa afirmou em comunicado ao mercado que “a recuperação judicial não altera, de forma alguma, o funcionamento da (área de) varejo, que segue, na data de hoje, com 85 lojas físicas em todo o Brasil e com sua operação de comércio eletrônico”.

A companhia acumula de janeiro ao final de setembro prejuízo líquido de R$ 103 milhões, mais do que o dobro em relação ao resultado negativo de R$ 50 milhões de um ano antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *