Livro ‘Mina de Amor’ é lançado em Belo Horizonte, SP e Rio 

Arquivado em: Cultura, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 4 de abril de 2019 as 09:25, por: CdB

A narrativa é contada, em sua maior parte, na antiga Belo Horizonte. Época das serenatas, do bonde como meio de transporte e das primeiras turmas de médicos formados no Estado.

Por Redação – do Rio de Janeiro

O jornalista mineiro Paulo Marinho lança seu primeiro livro, que conta a trajetória de seu pai, o médico José Antonino Marinho, tendo como pano de fundo Belo Horizonte e sua bela história. O livro Mina de Amor mistura a história de um homem com a trajetória da capital de Minas Gerais.

“Mina de Amor” também narra um lindo romance. José viveu com a sua amada, Maria, por 74 anos

A narrativa é contada, em sua maior parte, na antiga Belo Horizonte. Época das serenatas, do bonde como meio de transporte e das primeiras turmas de médicos formados no Estado.

José Antonino Marinho nasceu em Passagem de Mariana, em 14 de maio de 1923. De família pobre, Antonino se mudou para Belo Horizonte com os pais e os irmãos quando tinha um ano de idade. Começou a trabalhar cedo para ajudar nas despesas de casa e também para pagar os estudos. Antonino fez biscate, vendeu carvão, bilhetes de loteria, lavou chão e serviu café. O esforço foi recompensado, com o tão sonhado curso de Medicina e uma carreira de 30 anos como cirurgião geral.

– Meu pai construiu relações de confiança relevantes com professores, colegas de Medicina, pacientes, empresários, autoridades e personalidades públicas como Juscelino Kubitscheck, sempre pautadas em sua reputação de homem sério e profissional dedicado, competente – conta

Paulo Marinho. O livro conta passagens interessantes, curiosas, algumas recheadas de humor, vividas por Antonino e amigos.

De forma incansável, com muito estudo e trabalho, Antonino trilhou brilhante carreira como médico da Prefeitura de BH, do governo federal e até como sócio na gestão de hospitais. Atuou ainda como médico no América Futebol Clube, na Shell e presidiu a Beneficência da Prefeitura de “Beagá”.

“Mina de Amor” também narra um lindo romance. José viveu com a sua amada, Maria, por 74 anos. A história começou em 1943, quando José pediu à Maria para que esperasse ele se formar em Medicina e, então, se casarem. E ela esperou… Foram 12 anos entre namoro e noivado.

Antonino e Maria construíram uma família com oito filhos e oito netos. Na vida, ele enfrentou duas duras perdas: a visão, que o impediu de prosseguir com a desejada carreira de médico-cirurgião e, há pouco tempo, se despediu de Maria. Homem forte, nem a cegueira e nem a morte da amada abalaram sua fé.

– É exemplo de determinação, resiliência, fé, otimismo, respeito e amor ao próximo. Enfim, trata-se de uma história linda, que pode emocionar, inspirar e servir de exemplo para as pessoas, aos mais jovens, aos jovens médicos. É uma honra poder contá-la – afirma o jornalista.

O livro é uma organização e realização da Storia Comunicação, do jornalista e cineasta Artur Angeli. A edição de texto é do premiado escritor Luiz Antonio Aguiar. Revisão de texto de Lizandra Almeida. Projeto gráfico e diagramação são de Thiago Lyra. Ilustração de capa e aquarelas são da artista plástica Juliana Marinho. A exclusiva arte gravura talho-doce é do renomado artista João Bosco Renaud. A impressão da gravura foi feita pela RA Paper. A impressão do livro coube à Stilgraf. E a produção do audiobook é dos jornalistas Kamila Marinho, Carlos Maglio e Marco Antonio Calejo.

Sobre o autor

“Mina de Amor”

Paulo Marinho é natural de Belo Horizonte, graduado em Comunicação Social/Jornalismo, pós-graduado em Administração de Marketing e tem especialização pelo Programa Internacional de Comunicação Corporativa – Syracuse University/Aberje. Foi assessor de Comunicação Social da Fundação Ezequiel Dias (Funed) por dez anos e repórter do jornal Estado de Minas por sete anos, cobrindo as áreas de finanças, telecomunicações e infraestrutura. Marinho também trabalhou como repórter e redator em outras mídias impressas e em empresas de radiodifusão e televisão.

Foi superintendente de Comunicação Corporativa do Itaú Unibanco até agosto de 2017. Lá, foi responsável por assessoria de imprensa nacional e internacional, gestão da plataforma de reputação focada em riscos e oportunidades de reputação junto aos principais stakeholders, gerenciamento de crises, relações públicas, gestão de conteúdos, premiações e reconhecimentos. Ele também presidiu o Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Comunicação Empresarial (Aberje). E é membro do Comitê de Aconselhamento de Defesa do Consumidor da Samsung Brasil.

É autor do capítulo “Não basta entrar em campo”, no livro “Gestão de reputação – Riscos, crise e imagem corporativa”, da autora e organizadora Elisa Prado, editado pela Associação Brasileira de Comunicação (ABERJE) Editorial em 2017. Também é autor do capítulo “Gerenciando os riscos para evitar as crises”, no livro que comemora os 50 anos da ABERJE, intitulado “ABERJE: Ensaios e memórias”, editado em 2018 “Em agosto de 2017, programei um período sabático inédito em minha vida.

Só não sabia que seria o período mais rico, belo e iluminado do meu mandato na Terra. Aprimoramento pessoal e espiritual nunca antes vivido. Resultado: sou um homem nutrido e pleno de gratidão, amor, paz, luz, fé, honra. Por isso, escrevi o livro ‘Mina de Amor’, em homenagem aos 95 anos de vida de meu pai, José Antonino Marinho. Sinto-me orgulhoso e feliz por compartilhar esta linda história”, conta Paulo Marinho.

Curiosidades “Mina de Amor”

Talho Doce, a técnica utilizada na obra de arte que acompanha o livro Mina de Amor é uma das mais sofisticadas da gravura em metal. Trata-se do mais antigo processo da calcografia, cujos primeiros trabalhos surgem aproximadamente em 1430 na Alemanha. Por sua sofisticação e precisão, essa técnica ainda hoje é utilizada na produção de papéis-moedas e de segurança.

Todas as figuras são construídas exclusivamente por conjuntos de linhas paralelas que, mais ou menos densas, criam a ideia de perspectiva e tridimensionalidade. Obra do artista brasileiro, João Bosco Renaud, um dos seis artistas em todo o mundo que dominam essa técnica. Uma gravura original feita especialmente para homenagear o Dr. José Antonino Marinho.

QR Code

Além da fotografia de José Antonino Marinho em Talho Doce, o livro traz ainda um QR Code que encaminha o leitor para o audiobook “Mina de Amor”. O enredo, escrito por Paulo Marinho, é narrado pelos jornalistas Carlos Maglio, Kamila Marinho e Marco Antonio Calejo.

Serviço

Sobre o lançamento

Mina de Amor foi lançado em 28 de março, de 18h30 às 21h30, na Leitura BH Shopping, Zona Sul de Belo Horizonte com a presença de José Antonino Marinho.

Em seguida, em 2 de abril, Paulo Marinho lança a obra na Livraria da Vila, também de 18h30 às 21h30, na Rua Fradique Coutinho, 915, Pinheiros, em São Paulo, onde reside desde 2000.

Dia 8 de abril, o livro será lançado também na Livraria Argumento, a partir de 19h, na Rua Dias Ferreira, 417, Leblon, Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *