Lojas fecharão à noite para conter agravamento da covid-19 em Paris

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 5 de novembro de 2020 as 11:32, por: CdB

Paris será colocada sob mais restrições para conter o agravamento da pandemia de covid-19, incluindo a exigência de que mais lojas fechem à noite, disse a prefeita da capital francesa, Anne Hidalgo, à TV BFM nesta quinta-feira.

Por Redação, com Reuters – de Paris

Paris será colocada sob mais restrições para conter o agravamento da pandemia de covid-19, incluindo a exigência de que mais lojas fechem à noite, disse a prefeita da capital francesa, Anne Hidalgo, à TV BFM nesta quinta-feira.

Restaurante em Paris fecha as portas antes de novo lockdown nacional
Restaurante em Paris fecha as portas antes de novo lockdown nacional

Hidalgo afirmou que isso significaria fechar certas lojas que vendem comida e bebida para viagem às 22h (no horário local), medida além do lockdown em vigor que foi imposto em toda a França.

O presidente francês, Emmanuel Macron, impôs um novo lockdown no mês passado, forçando o fechamento de lojas não essenciais, como as que não vendem alimentos ou remédios básicos, e obrigando as pessoas a usarem documentos assinados para justificar o fato de estarem nas ruas.

As autoridades francesas

No entanto, as autoridades francesas acreditam que mais medidas são necessárias em Paris, pois consideram que ainda há muitas pessoas na capital à noite, apesar do lockdown.

Os novos lockdowns e as restrições pela covid-19 geraram resistência em toda a Europa, mesmo com países como a França e a Espanha lidando com infecções diárias recordes e hospitais sob pressão.

Uma fonte do governo francês disse à agência inglesa de notícias Reuters nesta semana que notaram “festas clandestinas, raves, jantares privados” em Paris e sentiram que medidas mais rígidas eram necessárias.

– Quando você tem pessoas que não seguem as regras do jogo e, portanto, estão colocando em risco a saúde de um grande número de pessoas, é quando você precisa colocar em prática novas restrições – afirmou Hidalgo.

Na quarta-feira, a França registrou 40.558 novos casos de covid-19 e mais 385 mortes, elevando o número total de mortes do país a 38.674, enquanto o número total de casos confirmados é de cerca de 1,5 milhão.