Lula reitera posição sobre diálogo entre países árabes

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado sexta-feira, 5 de dezembro de 2003 as 10:38, por: CdB

O Brasil acompanha com grande interesse e preocupação os acontecimentos no Oriente Médio, disse nesta sexta-feira o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em discurso durante sessão solene no Parlamento libanês. Mais uma vez, Lula reforçou a posição do governo brasileiro de que uma solução para os problemas entre árabes e israelenses passa necessariamente pelo caminho do diálogo e do entendimento.

Neste sentido, o presidente ressaltou que seu governo apóia “com confiança e expectativa” as tentativas que vêm sendo feitas para aproximar os povos do Oriente Médio. E citou especificamente a proposta de Genebra feita há alguns dias por representantes das sociedades árabe e israelense.

Segundo Lula, esse acordo – como outros que foram propostos – possibilitaria a criação de um Estado palestino coeso e garantiria as condições para Israel viver em paz e segurança, preservando a sua soberania.

No discurso aos deputados libaneses, Lula afirmou que o governo brasileiro repudia todas as formas de violência e acrescentou que para se alcançar a paz é necessária uma forte atuação das Nações Unidas na região, com a aplicação de suas resoluções.

Lula também voltou a defender uma ampla reforma da ONU (Organização das Nações Unidas), sobretudo no Conselho de Segurança, e agradeceu o apoio libanês ao pleito brasileiro de ocupar uma cadeira permanente no Conselho.

Em janeiro, o Brasil assumirá por um ano a vaga rotativa do Conselho de Segurança. Lula disse ainda que o Brasil continuará se empenhando “com redobrada atenção” para que o Líbano possa voltar a ser forte e altivo.