Mais de 100 mil crianças na Etiópia correm risco de morte por desnutrição, diz Unicef

Arquivado em: África, América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 30 de julho de 2021 as 11:40, por: CdB

Mais de 100 mil crianças na região de Tigré, no norte da Etiópia, podem sofrer de desnutrição nos próximos 12 meses, o que coloca suas vidas em risco, um aumento de dez vezes em relação aos níveis médios anuais, segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Por Redação, com Reuters – de Tigré/Nova York

Mais de 100 mil crianças na região de Tigré, no norte da Etiópia, podem sofrer de desnutrição nos próximos 12 meses, o que coloca suas vidas em risco, um aumento de dez vezes em relação aos níveis médios anuais, segundo o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef).

Crianças na região de Tigré, na Etiópia

A porta-voz da Unicef, Marixie Mercado, afirmou após retornar de Tigré que uma a cada duas mulheres grávidas ou amamentando que foram examinadas na região estavam gravemente desnutridas, o que deixa tanto elas quanto seus bebês propensos a adoecer.

– Nossos piores medos sobre a saúde e o bem-estar das crianças naquela região de conflitos no norte da Etiópia estão sendo confirmados – disse, em um briefing da ONU em Genebra.

– Não há estimativas de mortalidade – acrescentou, pedindo acesso irrestrito e um “aumento maciço em assistência”.

Tigré

Porta-vozes do primeiro-ministro e de uma força-tarefa do governo para Tigré não responderam imediatamente ao pedido por comentários sobre as estimativas da Unicef.

Os conflitos entre o governo central da Etiópia e a Frente de Libertação do Povo de Tigré começaram no último mês de novembro. A Frente reconquistou a maior parte da sua região natal em junho e julho, mas a maioria dos auxílios está bloqueada.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code