Manchester United diz que usará poder de fogo financeiro no campo

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 16 de maio de 2019 as 14:22, por: CdB

Após uma breve queda de produção depois da substituição do técnico José Mourinho pelo ex-atacante Ole Gunnar Solskjaer, o clube vacilou nas últimas semanas e só conseguiu a sexta posição no Campeonato Inglês no final de semana passado.

Por Redação, com Reuters – de Londres/Assunção

O time inglês Manchester United prometeu que usará seu poder de fogo financeiro para se recuperar de uma “temporada turbulenta”, já que atingiu sua previsão de lucro anual mesmo aumentando os salários no terceiro trimestre.

Ed Woodward, antes de partida do Manchester United

Após uma breve queda de produção depois da substituição do técnico José Mourinho pelo ex-atacante Ole Gunnar Solskjaer, o clube vacilou nas últimas semanas e só conseguiu a sexta posição no Campeonato Inglês no final de semana passado.

Isso aumentou os clamores por uma renovação do elenco, já que o dono de 20 títulos ingleses não conseguiu uma vaga na próxima temporada da lucrativa Liga dos Campeões da Uefa.

– Os preparativos para a próxima temporada estão em andamento, e a força subjacente do nosso negócio nos permitirá apoiar o técnico e seu time agora que olhamos para o futuro – disse o vice-presidente-executivo, Ed Woodward.

Na semana passada, Solskjaer disse que o United precisará de uma “temporada milagrosa” para disputar o título inglês no ano que vem por causa do quanto seus rivais melhoraram, e pediu um investimento inteligente no elenco e o desenvolvimento de jogadores jovens.

Segundo relatos, o clube também está pensando em nomear um diretor técnico para supervisionar o recrutamento de jogadores e as negociações de contratos e permitir que Woodward se concentre em melhorar o desempenho financeiro fora do campo.

– Após uma temporada turbulenta, todos do Manchester United estão focados em trabalhar para o sucesso que este grande clube espera e nossos torcedores merecem – disse Solskjaer em um comunicado.

O time atingiu sua previsão de lucro anual até 30 de junho, que era de 615-630 milhões de libras esterlinas em renda e uma Lajida ajustada de 175-190 milhões de libras, apesar de ter registrado um recuo de quase 10% nos lucros brutos do terceiro trimestre.

Libertadores sem o VAR

O presidente da Conmebol, Alejandro Domínguez, disse na segunda-feira que acha “inviável” que a fase de grupos da próxima edição da Copa Libertadores seja disputada sem a implementação do VAR.

A entidade que comanda o futebol sul-americano introduziu em 2017 a vídeo-arbitragem nas fases eliminatórias de seus torneios de clubes e foi avançando progressivamente sua implementação até chegar às oitavas-de-final este ano.

– Numericamente é um custo alto, mas me parece que depois de ver essa primeira fase da Copa Libertadores acho inviável que no próximo ano joguemos sem o VAR – disse Domínguez a jornalistas ao ser perguntado sobre a possibilidade de ampliação do uso do vídeo na arbitragem do torneio.

– Para mim é imperativo que a administração volte a gerar mais recursos para que possamos implementar o VAR desde a fase de grupos – acrescentou.

Além disso, o dirigente afirmou que a Conmebol não pode “exigir” que nenhuma associação integrante da organização implemente o VAR em seus torneios locais, mas que pode oferecer assistência e recursos aos interessados.

– É um tema que cada país tem que avaliar em função do orçamento e do sistema do campeonato – explicou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *