Manifestação contra violência policial é realizada em Nova York

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 17 de abril de 2021 as 10:50, por: CdB

 

Wright, de 20 anos, foi morto pela policial Kimberly Potter, durante uma abordagem de trânsito no último dia 11. O vídeo do incidente mostra que Potter pensa que ela está disparando seu taser em vez de sua arma. A morte de Wright gerou protestos massivos no Minnesota.

Por Redação, com Sputnik – de Nova York

Uma manifestação contra a violência policial ocorreu em Nova York na sexta-feira, vários dias depois que um homem negro foi morto por um policial no estado do Minnesota.

Manifestação contra violência policial é realizada nos EUA

Vários grupos formados por dezenas de manifestantes marcharam pelas ruas da cidade, sem confronto com os policiais que acompanharam o ato para garantir a segurança.

Segundo informações da imprensa dos EUA, a policial que matou o jovem negro em Minnesota pensou, na hora do disparo, que estava com sua arma de choque nas mãos.

Alguns manifestantes gritaram palavras de ordem como “Vidas negras importam!” e o nome do homem morto, no Minnesota, Daunte Wright. Eles também pediram a suspensão do financiamento da polícia municipal.

Wright, de 20 anos, foi morto pela policial Kimberly Potter, durante uma abordagem de trânsito no último dia 11. O vídeo do incidente mostra que Potter pensa que ela está disparando seu taser em vez de sua arma. A morte de Wright gerou protestos massivos no Minnesota.

Washington

A morte de Daune Wright em Minnesota gerou outra onda de protestos contra o racismo e a brutalidade policial nos Estados Unidos, com protestos também em Washington na noite de sexta-feira.

Protestos semelhantes varreram o país no verão (Hemisfério Norte) após a morte do homem negro George Floyd em maio do ano passado.

Segundo relatos, centenas de manifestantes foram ao Black Lives Matters Plaza em Washington, DC, em apoio a Wright e outros negros que morreram em tiroteios envolvendo a polícia.

Mais tarde, os protestos se transformaram em várias altercações com policiais. Em algum momento, os manifestantes aparentemente tentaram bloquear a polícia nas lanchonetes. Eles também foram ouvidos gritando: “Enquanto você está jantando, os negros estão morrendo.” Outros vídeos mostraram manifestantes lançando fogos de artifício contra a polícia.