Manifestantes protestam contra ‘passe sanitário’ na Itália e França

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 8 de agosto de 2021 as 11:42, por: CdB

 

Milhares de pessoas saíram às ruas no sábado na Itália e na França para protestar contra a exigência do certificado sanitário anticovid para participar de grande parte das atividades comerciais e culturais.

Por Redação, com ANSA – de Roma/Paris

Milhares de pessoas saíram às ruas no sábado na Itália e na França para protestar contra a exigência do certificado sanitário anticovid para participar de grande parte das atividades comerciais e culturais.

Países exigem certificado para acessar diversas atividades

Na Itália, as maiores manifestações contra o “passe verde” ocorreram em Roma, Turim e Milão. Além daqueles que reclamavam contra a exigência do documento, havia diversos grupos antivacina que protestavam contra a necessidade de vacinação. Ao todo, cerca de 10 mil pessoas participaram dos atos, sendo cinco mil em Milão.

Segundo dados do Ministério da Saúde, 63,47% dos italianos acima dos 12 anos já completaram o ciclo de vacinação contra o coronavírus Sars-CoV-2, o que equivale a 34,2 milhões de pessoas.

Em um documento recente do Instituto Superior de Saúde (ISS), 98,8% das mortes desde fevereiro no país, quando os primeiros grupos completaram a vacinação, são de pessoas não vacinadas ou que tenham recebido apenas uma dose. Do 1,2% de imunizados, a faixa etária dos óbitos é de mais de 88 anos.

França

Já na França, cerca de 150 cidades registraram manifestações contrárias à medida imposta pelo governo pelo quarto fim de semana consecutivo. Só na região sul, os organizadores estimam que 40 mil pessoas participaram dos atos.

Conforme os números do portal Our World in Data, o país conta com quase 50% da população-alvo imunizada, com mais de 66% que receberam ao menos uma dose.

Apesar dos protestos nos dois países, os governos não dão nenhum sinal de que vão afrouxar as regras para uso dos certificados, que permitem o acesso a bares e restaurantes, equipamentos culturais e esportivos e viagens interregionais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code