Maradona será investigado por declarações a favor de Nicolás Maduro  e contra Trump

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 3 de abril de 2019 as 13:35, por: CdB

Maradona, criticou Trump após o término da partida do último domingo, onde sua equipe venceu o Tampico Madero e ao mesmo tempo dedicou o resultado a Nicolás Maduro.

Por Redação, com EFE e Reuters – da Cidade do México/Madri

A Federação Mexicana de Futebol abriu na terça-feira uma investigação contra o argentino Diego Armando Maradona, treinador dos Dorados de Sinaloa, da segunda divisão do Campeonato Mexicano, por declarações a favor do líder venezuelano Nicolás Maduro e contra o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

A Federação Mexicana de Futebol abriu na terça-feira uma investigação contra o argentino Diego Armando Maradona

Maradona, criticou Trump após o término da partida do último domingo, onde sua equipe venceu o Tampico Madero e ao mesmo tempo dedicou o resultado a Nicolás Maduro.

A Venezuela mergulhou em uma crise política quando Juan Guaidó se declarou presidente interino em janeiro, invocando cláusulas da Constituição, depois de acusar Maduro de conquistar a reeleição de forma fraudulenta. O líder opositor recebeu o apoio de dezenas de países das Américas, incluindo os Estados Unidos, e da Europa que não reconhecem Maduro.

Maradona, que levou a Argentina à conquista da Copa do Mundo de 1986, é técnico do Dorados desde setembro de 2018, e simpatiza com o projeto político liderado durante 14 anos pelo falecido presidente Hugo Chávez e herdado por Maduro.

Lesão de Morata

É quase certo que Álvaro Morata, atacante do Atlético de Madri, não atuará no confronto de elite no próximo sábado com o Barcelona, líder da liga espanhola, já que o time da capital disse em um comunicado que ele torceu o tornozelo na vitória de 2 a 0 em casa sobre o Girona na terça-feira.

O Atlético não informou quanto tempo o também atacante da Espanha ficará afastado, mas reportagens da mídia espanhola o descartam por uma quinzena, o que agrava a carência do clube no ataque antes de um jogo que pode decidir sua luta pelo título.

O Atlético está oito pontos atrás do Barça com oito jogos por disputar, mas Diego Costa não enfrentou o Girona e luta para voltar à forma e o lateral francês Thomas Lemar não deve ser recuperar de uma lesão nas próximas duas semanas.

O francês Antoine Griezmann, artilheiro do time nesta temporada, e o atacante croata Niko Kalinic são os únicos homens disponíveis para o técnico Diego Simeone na linha de frente para a viagem ao Nou Camp, onde o Atlético não vence em nenhuma competição desde 2006.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *