Mario Abdo Benítez vence eleições no Paraguai

Arquivado em: América Latina, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 23 de abril de 2018 as 11:26, por: CdB

Candidato do governante Partido Colorado obtém 46% dos votos e supera oposicionista Efraín Alegre. Benítez, cuja família é ligada à ditadura de Stroessner, inicia em agosto seu mandato de cinco anos

Por Redação, com DW – de Assunção:

O candidato do governante Partido Colorado, o conservador Mario Abdo Benítez, foi eleito presidente do Paraguai, anunciou ainda no domingo o presidente do Tribunal Superior Eleitoral do país, Jaime Bestard.

O conservador Mario Abdo Benítez é filho do secretário particular do ditador Alfredo Stroessner (1954-1989)

Com 99,48% das urnas apuradas, Benítez recebeu 46,44% dos votos; enquanto seu adversário, o lideral Efraín Alegre, candidato da aliança opositora Ganar; somou 42,74%. Juan Bautista Ybáñez, do Verdes, recebeu apenas cerca de 3% dos votos.

Presidência do Paraguai

Benítez, de 46 anos, ocupará a presidência do Paraguai a partir de agosto; com um mandato de cinco anos, e prometeu construir um país sem divisões. “Temos que construir um país com responsabilidade e seriedade; é o que espera de nós o povo paraguaio”; disse Benítez na sede de seu partido, no centro de Assunção. “É o momento de renovar o compromisso que fizemos durante a campanha: hoje acabam as divisões estéreis, acaba o debate, vamos ser um povo unido”, acrescentou o ex-senador.

Benítez, que estava acompanhado pelo presidente do Paraguai, Horacio Cartes, citou seu pai, que foi secretário particular do ditador Alfredo Stroessner (1954-1989). “Não posso deixar de lembrar meu pai, que foi um grande colorado”, disse, ao lado da mulher e de seu companheiro de chapa, Hugo Velázquez, o vice-presidente eleito do país.

Benítez se casou duas vezes e tem dois filhos do primeiro matrimônio. Sua segunda esposa, Silvana López Moreira Bo, é neta de um poderoso empresário da época de Stroessner, Nicolás Bo Parodi.

Os resultados parciais dão também a vitória ao Partido Colorado na maioria dos 17 departamentos, cujos governos também estavam em disputa no pleito. O partido de Benítez conseguiu uma vitória importante, ainda que apertada, no departamento Central, até agora um reduto liberal, e que representa cerca de 25% dos votos do país.

A autoridade eleitoral estima em 67,5% a participação eleitoral, do total de 4.241.507 eleitores que estavam habilitados a votar. Mais de 130 mil votos foram nulos ou em branco.

Em uma eleição na qual não há segundo turno, os paraguaios foram convocados às urnas para escolher; além desses cargos, o novo Congresso (Senado e Câmara de Deputados) e os representantes do Parlasur (Parlamento do Mercosul). Os resultados do Congresso serão conhecidos a partir da próxima semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *