MEC participa pela primeira vez de Feira do Livro de Porto Alegre

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado domingo, 7 de novembro de 2004 as 19:27, por: CdB

Os 144 títulos do Programas Nacionais Biblioteca da Escola (PNBE) e o conjunto de cinco livros do Literatura em Minha Casa, do Ministério da Educação, estão em exposição na 50ª Feira do Livro de Porto Alegre, na Praça da Alfândega, centro da cidade. Essa é a primeira vez que o ministério participa da tradicional feira gaúcha, uma das maiores, a céu aberto, da América Latina, que este ano está oferecendo mais de 50 mil títulos aos visitantes.

A expectativa é de que mais de 50 mil alunos visitem o estande do Ministério da Educação, que está apresentando diversas atrações no evento, que começou no dia 29 de outubro, e contou com as presenças dos ministros da Educação, Tarso Genro, e da Cultura, Gilberto Gil, na abertura oficial.

Entre os destaques estão as Rodas de Leitura, promovidas diariamente pelo ministério.

– A criançada se diverte ouvindo as histórias selecionadas para os programas, que já foram distribuídos para mais de sete milhões de alunos em todo o país – explica Ary Franco, um dos assessores de comunicação do MEC.

Franco lembra que o Ministério da Educação é o maior comprador de livros do mundo, adquirindo, anualmente, 136 milhões de livros didáticos e obras de literatura. Para a aquisição do acervo deste ano, o investimento foi de R$ 488 milhões. Indiretamente, 31 milhões de estudantes da primeira à oitava série da rede pública são beneficiados a cada ano.

– Diretamente, são 3,5 milhões em 125 mil escolas públicas. Na oitava série, três milhões de alunos de 35 mil escolas recebem os livros – informa.

Neste ano, pela primeira vez o MEC distribuiu livros didáticos nas escolas de ensino médio. O projeto, inédito, destina-se aos alunos da primeira série matriculados em escolas públicas das regiões Norte e Nordeste.

Na Feira do Livro de Porto Alegre, metade dos 40m2 do estande é ocupado por poltronas, pufes e almofadas para receber as crianças, que também participam da série de Encontros com autores gaúchos, promovida pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). No bate-papo, que começou às 16 horas, os escritores convidados pelo MEC conversaram com os visitantes e fazem leitura de trechos de suas obras. Na ocasião, também foram feitos lançamentos, como o primeiro número da revista Massangana, publicada pela Fundação Joaquim Nabuco/MEC, sediada em Recife (PE).

Neste domingo, o escritor Sérgio Capparelli falou sobre sua poesia Clipes e Zigue Zague – Os meninos da rua da praia. Na segunda-feira, será a vez do imortal Moacir Scliar falar sobre sua obra, que inclui Um sonho no caroço de abacate, Trem fantasma, Contos e Crônicas, Cego e o amigo Gedeão à beira da estrada, Aprendendo a amar e a curar, e Um olhar sobre a saúde pública, entre outros.