Medidas contra coronavírus na Olimpíada custarão cerca de US$ 960 milhões

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 30 de novembro de 2020 as 13:00, por: CdB

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio estimam que os custos das medidas para o combate à covid-19 na Olimpíada remarcada para o ano que vem ficarão em torno de 100 bilhões de ienes (US$ 960 milhões), noticiou a Kyodo News nesta segunda-feira.

Por Redação, com Reuters – de Tóquio

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio estimam que os custos das medidas para o combate à covid-19 na Olimpíada remarcada para o ano que vem ficarão em torno de 100 bilhões de ienes (US$ 960 milhões), noticiou a Kyodo News nesta segunda-feira.

Anéis olímpicos em Tóquio
Anéis olímpicos em Tóquio

Um dia antes, a mídia japonesa relatou que os custos totais do adiamento dos Jogos por um ano seriam de cerca de 200 bilhões de ienes.

Relatório provisório

Quando instado a comentar a reportagem da Kyodo, um porta-voz dos organizadores disse à agência inglesa de notícias Reuters que um anúncio será feito em um relatório provisório após conversas entre a Tóquio-2020, o governo metropolitano de Tóquio e o governo japonês na quarta-feira.

O último orçamento oficial fornecido pelo comitê organizador em dezembro de 2019, meses antes de o evento ser adiado devido à pandemia de covid-19, foi de 1US$ 2,6 bilhões .

O Comitê Olímpico Internacional (COI) disse que espera pagar US$ 800 milhões de custos adicionais resultantes do atraso, mas os organizadores japoneses não apresentaram uma cifra específica.

O comitê organizador da Tóquio-2020 deve anunciar oficialmente um orçamento ajustado antes do final do ano.