Menino que teve 90% do corpo queimado morre no Rio

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 6 de março de 2019 as 12:26, por: CdB

A suspeita é que os pais saíram de casa, em Santa Cruz, na Zona Oeste da cidade, e deixaram a criança sozinha.  Os dois foram presos pela Polícia Civil por abandono de incapaz.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O menino Bernardo, de três anos de idade, que teve 90% de seu corpo queimado, durante um incêndio em sua casa, na última segunda-feira, morreu na noite anterior, no Hospital Municipal Pedro II, na Zona Oeste da cidade do Rio de Janeiro. Ele estava internado na unidade desde a madrugada do dia 4.

Ele estava internado na unidade desde a madrugada do dia 4

A informação foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde do Rio. O incêndio foi provocado provavelmente por um curto circuito na casa. Ele estava sozinho quando o fogo começou.

A suspeita é que os pais saíram de casa, em Santa Cruz, na Zona Oeste da cidade, e deixaram a criança sozinha.  Os dois foram presos pela Polícia Civil por abandono de incapaz.

Jogador do Flamengo que sofreu queimaduras

O atleta Jonathan Ventura, 15 anos, da equipe de base do Flamengo, recebeu alta no último domingo do Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital Municipal Pedro II. O atleta teve 30% do corpo queimado, e como ficaria se recuperando nessa fase do tratamento em uma enfermaria, o Flamengo decidiu transferir o atleta para o Hospital Vitória. A transferência foi confirmada pelo diretor de Comunicação do clube, Bernardo Monteiro.

O incêndio no Centro de Treinamento do Clube de Regatas do Flamengo, conhecido como Ninho do Urubu, ocorreu no dia 8 do mês passado, matando 10 atletas da equipe de base do clube.

Os outros dois feridos com menos gravidade, Cauan Emanuel e Francisco Dyogo, receberam alta na primeira quinzena de fevereiro.