Mergulhador tailandês morre em operação de resgate de meninos

Arquivado em: Ásia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 6 de julho de 2018 as 12:07, por: CdB

Samarn Poonan, de 38 anos, um ex-membro da unidade de elite da Marinha da Tailândia, morreu na noite de quinta-feira enquanto trabalhava debaixo d’água

Por Redação, com Reuters e EFE – de Chiang Rai:

Um ex-mergulhador da Marinha tailandesa morreu durante os trabalhos para salvar os 12 meninos e seu técnico de futebol que estão presos em uma caverna inundada no norte do país, destacando os riscos para equipes de resgate que tentam encontrar uma maneira de salvar o grupo que está há 13 dias debaixo da terra.

Monge budista lidera cerimônia em homenagem ao ex-mergulhador da Marinha tailandesa Samarn Poonan

Samarn Poonan, de 38 anos, um ex-membro da unidade de elite da Marinha da Tailândia, morreu na noite de quinta-feira enquanto trabalhava debaixo d’água no complexo de cavernas distribuindo tanques de oxigênio ao longo de uma potencial rota de saída, disse o comandante da unidade.

– Não vamos deixar sua morte ser em vão. Vamos continuar – disse o almirante Arpakorn Yuukongkaew à repórteres nesta sexta-feira.

A Tailândia está no meio da estação de monções, que geralmente termina em meados de outubro. Uma placa na entrada das cavernas alerta os visitantes que elas estão sujeitas a inundações.

Thomas Hester, detetive do Grupo de Reação Especializada da Polícia Federal Australiana, disse haver “áreas altamente inundadas” dentro do complexo de cavernas.

– É muito difícil enxergar, muito difícil se mover dentro desse sistema de escoamento – disse Hester.

Um grande desafio será um ponto de “crise” marcado no mapa da caverna da Marinha tailandesa, uma área onde os agentes de resgate dizem que a caverna mergulha, e detritos, lama e água empoçada, que exigem remoção constante.

Do cruzamento em T à entrada da caverna o nível da água é “administrável” no momento, disse o governador de Chiang Rai, Narongsak Osottanakorn.

Jovens se comunicaram com familiares

Os 12 adolescentes e o homem que estão presos em uma caverna do norte da Tailândia, desde o dia 23 de junho, conseguiram se comunicar com seus familiares, confirmou nesta sexta-feira  à Agência EFE um membro das equipes de resgate.

A fonte, que pediu para não ser identificada pois não tinha permissão para falar com os veículos de imprensa, evitou especificar o modo como conseguiram estabelecer contato entre a parte de fora e o interior da caverna.

As equipes

– As equipes utilizam muitas formas de comunicação ao longo dos túneis subterrâneos. Nessa quinta-feira, trabalhavam para levar um cabo de conexão telefônica até a cavidade onde se encontram os adolescentes, mas também usa tecnologia sem cabos ou inclusive manual, como cartas – afirmou.

As autoridades analisam duas opções para a saída dos meninos: mergulhar pelas passagens inundadas ou encontrar um buraco na montanha por onde poderiam ser retirados com ajuda de um helicóptero.

O bom tempo e a drenagem artificial das águas que inundam parcialmente a caverna abriram a possibilidade de uma tentativa de resgate.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *