Mesmo com sanções, China aceita acordo comercial parcial

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 9 de outubro de 2019 as 10:58, por: CdB

O governo dos EUA ampliou sua lista de sanções comerciais para incluir algumas das principais startups de inteligência artificial da China, punindo Pequim por seu tratamento às minorias muçulmanas.

Por Redação, com Reuters – de Pequim

A China ainda está aberta a fechar um acordo comercial parcial com os Estados Unidos, informou a Bloomberg nesta quarta-feira, citando uma autoridade com conhecimento direto das negociações, apesar da recente lista de sanções a empresas de tecnologia chinesas.

Negociadores a caminho de Washington para as negociações não estão otimistas sobre o fechamento de um amplo acordo para acabar com a guerra comercial
Negociadores a caminho de Washington para as negociações não estão otimistas sobre o fechamento de um amplo acordo para acabar com a guerra comercial

O governo dos EUA ampliou sua lista de sanções comerciais para incluir algumas das principais startups de inteligência artificial da China, punindo Pequim por seu tratamento às minorias muçulmanas e ampliando as tensões antes de negociações de alto nível em Washington nesta semana.

Negociadores a caminho de Washington para as negociações não estão otimistas sobre o fechamento de um amplo acordo para acabar com a guerra comercial entre os dois países, informou a Bloomberg.

Compras extras de produtos agrícolas dos EUA

Autoridades chinesas estão oferecendo aumentar as compras anuais de produtos agrícolas dos Estados Unidos no momento em que os dois países buscam resolver sua prolongada disputa comercial, informou o jornal Financial Times nesta quarta-feira, citando fontes não identificadas.

O vice-premiê chinês, Liu He, principal negociador comercial da China, viajará a Washington para a próxima rodada de negociações de alto nível entre os dois países, que vão acontecer nos dias 10 e 11 de outubro.

A notícia afirmou que a China oferecerá aumentar as compras anuais de soja dos EUA para 30 milhões de toneladas, contra 20 milhões atualmente, acrescentando que o aumento será equivalente a cerca de US$ 3,25 bilhões em pedidos adicionais.

A China aumentou suas compras de produtos agrícolas dos EUA no mês passado, incluindo soja e carne suína.

Índices em alta

Os índices acionários chineses devolveram as perdas e fecharam em alta nesta quarta-feira, impulsionados pelo salto em bancos e empresas imobiliárias, enquanto investidores mantinham a cautela antes das negociações comerciais entre Estados Unidos e China.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 0,14%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,39%.

O Departamento de Estado dos EUA anunciou restrições de vistos a autoridades chinesas apenas um dia depois de o Departamento de Comércio norte-americano citar maus tratos a muçulmanos Uighur na China em sua decisão de adicionar 20 agências públicas de segurança e oito empresas da China a uma lista de sanções comerciais.

Entre os setores, empresas do setor imobiliário lideraram os ganhos, subindo devido aos fortes números de vendas mensais. Já o índice de bancos do CSI300 avançou 1,1%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *