Messi não jogará próximos amistosos da Fifa pela seleção da Argentina

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 15 de agosto de 2018 as 14:02, por: CdB

De acordo com a imprensa local, a decisão foi tomada porque Messi ainda não superou o fraco desempenho da Argentina na Copa do Mundo da Rússia

Por Redação, com Reuters – de Buenos Aires

O atacante do Barcelona Lionel Messi decidiu não jogar os amistosos da seleção argentina nas datas Fifa de setembro, confirmou à Reuters uma fonte da Associação de Futebol Argentino (AFA) nesta quarta-feira.

Lionel Messi, atacante da Argentina, durante partida contra a França, em Kazan, na Rússia

– Não sabemos o que acontecerá mais adiante, mas neste momento (Messi) informou ao corpo técnico que não fará parte da próxima convocatória – disse à Reuters fonte da direção da federação local.

De acordo com a imprensa local, a decisão foi tomada porque Messi ainda não superou o fraco desempenho da Argentina na Copa do Mundo da Rússia, onde a equipe foi eliminada nas oitavas de final pela França, e prefere “recarregar as energias”.

A seleção, que será liderada por Lionel Scaloni até que a AFA anuncie o sucessor de Jorge Sampaoli, jogará contra a Guatemala no dia 7 de setembro em Los Angeles e contra a Colômbia no dia 11 em New Jersey.

A lista oficial de convocados será anunciada entre sexta e segunda-feira.

A Argentina disputará outras quatro partidas em datas Fifa em outubro e novembro.

– As portas da seleção estão abertas para ele – acrescentou a fonte, sobre o maior artilheiro da história da seleção argentina.

Em 2019, será realizada a Copa América no Brasil e logo começarão as eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar em 2022.

O meio-campista Fabinho, do Liverpool

O meio-campista Fabinho, do Liverpool, disse que está gostando da competição intensa por uma vaga na equipe titular do time inglês, e que essa disputa interna ajudará nas atuações do time.

O jogador brasileiro de 24 anos, que deixou o Mônaco antes do início da temporada, ainda não fez sua estreia oficial pelo Liverpool, já que ficou no banco na vitória esmagadora de 4 x 0 sobre o West Ham United no domingo.

– Quando vim para o Liverpool sabia que essa competição existiria no meio-campo, e acho que é muito bom para o time – disse Fabinho à Premier League Productions.

– Se alguma coisa acontecer com um jogador, existe uma cobertura adequada. Durante a pré-temporada joguei com uma série de jogadores diferentes e nos entrosamos muito bem. Então, no geral, acho que é uma coisa boa para o time.

Fabinho enfrenta a concorrência do capitão Jordan Henderson e dos também meio-campistas James Milner, Adam Lallana, Naby Keita e Georginio Wijnaldum para garantir um lugar na equipe.

O brasileiro insiste que a rivalidade é saudável e deu crédito aos seus colegas de meio-campo por ajudá-lo a se adaptar ao estilo de jogo do Liverpool.

– Meus parceiros de meio-campo me deram orientação e assistência, como fez a defesa. Sabia que (meu papel) mudaria e sinto que me adaptei bem – acrescentou. “Você busca orientação e ajuda dos jogadores ao seu redor, e isso funcionou muito bem até agora”.