México aciona Forças Armadas para deter imigrantes na fronteira

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 6 de junho de 2019 as 11:23, por: CdB

A reação mexicana na cidade fronteiriça de Metapa, que incluiu dezenas de soldados, marcou um endurecimento dos esforços do governo para conter o fluxo de imigrantes.

Por Redação, com Reuters – da Cidade do México

Soldados, policiais armados e agentes de imigração mexicanos barraram centenas de imigrantes depois que estes cruzaram a fronteira da Guatemala com o sul do México, na quarta-feira, e detiveram dezenas deles, disseram uma testemunha de um grupo de ajuda a imigrantes e uma autoridade.

Imigrante discute com agentes de segurança do México em Metapa de Domínguez, em Chiapas

A reação mexicana na cidade fronteiriça de Metapa, que incluiu dezenas de soldados, marcou um endurecimento dos esforços do governo para conter o fluxo de imigrantes majoritariamente centro-americanos que estão em caravana a caminho dos EUA, disse Salva Cruz, coordenadora da entidade Fray Matías de Córdova.

– Tantos fuzileiros e policiais militares, sim, é novidade – disse Salva por WhatsApp de Metapa, no Estado de Chiapas, situado na fronteira sul, onde a maioria dos imigrantes da América Central atravessa para o México. Muitos são postulantes a asilo fugindo da violência e da pobreza em Honduras, Guatemala e El Salvador.

A operação em Chiapas coincidiu com uma reunião de autoridades mexicanas e norte-americanas na Casa Branca na quarta-feira para elaborar um acordo que evitaria tarifas generalizadas contra o México, uma ameaça feita pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na semana passada.

Trump anunciou as tarifas como retaliação ao que classificou como fracasso do México em impedir que imigrantes centro-americanos cheguem à divisa com os EUA.

O Instituto Nacional de Migração do México (INM) disse em um comunicado que um grupo de cerca de 300 pessoas entrou no país por uma ponte fronteiriça na manhã de quarta-feira e que outras 120 pessoas a pé que rumavam para a cidade de Tapachula se juntaram ao grupo.

Mais tarde os imigrantes concordaram em ser levados de ônibus a um escritório de imigração para serem registrados, disse o INM.

EUA

Agentes de fronteira dos EUA apreenderam mais de 132 mil pessoas que atravessaram pelo México em maio, um terço a mais do que em abril e a maior cifra mensal desde 2006, o que elevou os números ao que autoridades dos EUA qualificaram na quarta-feira de níveis de “crise”.

Uma autoridade do INM da Cidade do México que afirmou não ter autorização para falar à mídia disse, sob condição de anonimato, que os imigrantes estão sendo instruídos a esclarecer sua situação no México.

Autoridades imigratórias detiveram de 350 a 400 pessoas, segundo o funcionário, observando que policiais federais e agentes da Guarda Nacional estavam presentes – recentemente o governo do México criou uma força policial militarizada, composta de soldados e policiais federais, que batizou de Guarda Nacional.

Na tarde de quarta-feira, na Cidade do México, a polícia deteve Irineo Mujica, diretor do grupo de ajuda a imigrantes EUA-México Pueblo Sin Fronteras, e Cristóbal Sánchez, ativista de direitos dos imigrantes, de acordo com Alex Mensing, um coordenador do grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *