México bate recorde com novos casos de covid-19 

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 15 de maio de 2020 as 15:07, por: CdB

O México tem 42.595 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus e 4.477 mortes. Enquanto o país se prepara para retomar as atividades com a “nova normalidade”, anunciada pelo presidente Andrés Manuel López Obrador, um número recorde de contágios é registrado em 24 horas.

Por Redação, com ABr – da Cidade do México

O México tem 42.595 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus e 4.477 mortes. Enquanto o país se prepara para retomar as atividades com a “nova normalidade”, anunciada pelo presidente Andrés Manuel López Obrador, um número recorde de contágios é registrado em 24 horas. Foram anunciados no início da noite de quinta-feira 2.049 novos casos identificados e 257 mortes.

No entanto, presidente afirma que a pandemia está no fim
No entanto, presidente afirma que a pandemia está no fim

Nesta sexta-feira, em entrevista no Palácio Nacional, o presidente mexicano disse que o país já está chegando ao fim da pandemia e que, a partir da próxima semana, deve começar a descer a curva de contágios.

– Vai passar, não apenas porque nós queremos, mas tudo indica que estamos já no pico dos afetados pela pandemia e já vamos iniciar a descida. Agora falta pouco, muitos dias se passaram e já estamos vendo a luz no fim do túnel – afirmou López Obrador.

O México tem 126 milhões de habitantes. As 4.477 mortes no país representam 3,55 mortes para cada 100 mil habitantes. No ranking do número de contágios nas Américas, o país está atrás apenas de Estados Unidos (1.417.889), Brasil (203.165) e Peru (80.604).

Retomada de atividades econômicas

Há dois dias, na última quarta-feira, o presidente anunciou um plano de retomada das atividades econômicas em direção ao que chamou de “nova normalidade”. O plano traça uma reabertura por etapas e com um semáforo com 4 cores para indicar maiores e menores restrições.

Vermelho, laranja, amarelo e verde, onde o vermelho significa maiores restrições e o verde, a volta de todas as atividades. A ideia é implementar os semáforos no dia 1º de junho, com um período de adequação entre 18 e 31 de maio.

– Este é um plano progressivo para o reinício das atividades sociais, econômicas e escolares, sob os princípios de clareza, segurança e certeza. Saúde e vida sempre serão privilegiadas. Vamos para uma nova normalidade – disse o secretário da Saúde, Jorge Alcocer.

A cor vermelha indica que poderão funcionar somente atividades essenciais, além de mineração, construção e transporte. O laranja diz que, além das essenciais, algumas outras atividades podem ser realizadas. O amarelo sinaliza que todas as atividades essenciais e não essenciais podem voltar, com algumas restrições. E o verde é a liberação total de retorno.

O subsecretario de Prevenção e Promoção da Saúde, López-Gatell, afirmou que grande parte do território não tem casos da covid-19, o que permite que as medidas nacionais sejam suspensas. “Elas (as medidas) terão que ser direcionadas de acordo com a intensidade da transmissão”.

Ainda de acordo com o plano de retomada, as regiões do país que não tenham casos confirmados poderão voltar às atividades escolares e de laborais no dia 18 de maio.

O presidente mexicano afirmou que a implementação do plano é voluntária e não haverá problemas caso os estados e municípios optem por não adotá-lo.

– Estamos em um momento estelar da democracia no México, ou seja, medidas coercitivas não serão aplicadas, nada à força, tudo pela razão e pela lei – finalizou Obrador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *