México descarta plano para conter imigrantes na fronteira com os EUA

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 2 de abril de 2019 as 14:02, por: CdB

O governo do México descartou a elaboração de um plano para deter imigrantes na fronteira dos Estados Unidos e chamou de “decisão unilateral”.

Por Redação, com EFE – de Washington

O governo do México descartou na segunda-feira a elaboração de um plano para deter imigrantes na fronteira dos Estados Unidos e chamou de “decisão unilateral” as declarações feitas pelo presidente norte-americano, Donald Trump, que ameaçou fechar das passagens que ligam os dois países.

México descarta plano para conter imigrantes na fronteira

– Essas são decisões unilaterais e como disse o presidente Andrés Manuel López Obrador: ‘paz e amor’ – disse a secretária de governo do México, Olga Sánchez Cordero, a veículos da imprensa local.

Assédio

Uma mulher nos Estados Unidos, acusou na segunda-feira, o ex-vice-presidente e potencial candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, de tê-la tocado de forma inadequada, embora “não sexual”, durante um evento de arrecadação de fundos em 2009.

A mulher, Amy Lappos, é a segunda a acusar Biden, que foi vice-presidente de Barack Obama, após revelação feita na semana passada pela ex-congressista do Estado de Nevada, Lucy Flores.

Cobrança de pedágio

A aprovação de uma cobrança de pedágio dentro da cidade de Nova York a partir de 2021, mais especificamente para acessar o sul da região de Manhattan, gerou inúmeras críticas entre motoristas devidos ao alto custo de vida na cidade.

A iniciativa tinha enfrentado oposição na Câmara do estado de Nova York quando foi proposta pela primeira vez pelo então prefeito da cidade homônima, Michael Bloomberg, e acabou não sendo sequer votada em 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *