Miliciano é preso enquanto jogava futebol em Duque de Caxias

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 6 de junho de 2019 as 14:22, por: CdB

Os agentes vinham monitorando os criminosos com ações de inteligência e conseguiram efetuar a prisão de Ronaldo sem que houvesse qualquer resistência por parte dele ou do bando. 

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Com base em dados de inteligência, policias da Subsecretaria de Inteligência (Ssinte) com apoio da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) realizaram, na noite de quarta-feira, uma operação na Praça do Mineirão, no bairro Vila Rosário, em Duque de Caxias, para prender integrantes de uma organização criminoso de milícia que age naquela região. Durante a ação, o miliciano Ronaldo de Oliveira Peixoto Junior, o Juninho Cabeção, foi capturado no momento em que jogava futebol.

Na ação, outras cinco pessoas foram presas em flagrante

De acordo com a Ssinte, Ronaldo integra a organização criminosa chefiadas por Jonas Gonçalves da Silva, o Jonas é Nós e estava foragido da Justiça. Os agentes vinham monitorando os criminosos com ações de inteligência e conseguiram efetuar a prisão de Ronaldo sem que houvesse qualquer resistência por parte dele ou do bando.

Na ação, outras cinco pessoas foram presas em flagrante e conduzidas para delegacia.

Operação

A Secretaria de Estado de Polícia Civil, por meio da 59ª DP (Duque de Caxias), realiza na manhã desta quinta-feira, a Operação Caligarium no Complexo da Mangueirinha, na Baixada Fluminense. A ação tem como objetivo prender traficantes acusados de roubo de cargas, roubo de veículos e sequestros no município de Duque de Caxias. Até o momento 26 pessoas foram presas.

As investigações da 59ª DP apontaram que os traficantes do Complexo da Mangueirinha vinham praticando roubos de cargas, veículos e a estabelecimentos, além de sequestros, com o objetivo de aumentar os lucros do tráfico e permitir que continuassem dominando as comunidades de Duque de Caxias. A apuração permitiu ainda a identificação de toda a organização criminosa que age naquela região, entre eles as principais lideranças. Os criminosos vão responderão pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, porte ilegal de armas e organização criminosa.

A operação Caligarium conta com apoio de delegacias do Departamento Geral de Polícia da Baixada (DGPB), Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), além de Coordenadoria de Recursos Especiais (Core).

Policiais da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher, de São Gonçalo (DEAM/São Gonçalo) capturaram,  na quarta-feira, Cristiano Carlos Fonseca, 41 anos, no bairro de Itaipu, em Niterói, em cumprimento a mandado de prisão condenatória pelo crime de tráfico de entorpecentes. Ele foi condenado a dois anos de prisão no regime aberto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *