Militantes sírios planejam detonar projéteis químicos na Síria

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 6 de abril de 2018 as 15:05, por: CdB

Yuri Yevtushenko acrescentou que o equipamento para gravar provocações já está na área, e os combatentes estão levando a cabo preparativos

Por Redação, com Sputnik – de Beirute:

Formações ilegais no sul da Síria estão preparando uma série de provocações, incluindo utilização de substâncias tóxicas, comunicou nesta sexta-feira o chefe do Centro Russo de Reconciliação na síria, Yuri Yevtushenko.

Militantes sírios planejam detonar projéteis químicos no sul da Síria

– Segundo dados recebidos dos combatentes do grupo Jaysh Ahrar al-Shair [uma das unidades do Exército Livre da Síria] que se aliou ao governo, formações ilegais no sul da Síria estão preparando uma série de provocações, incluindo utilização de substâncias tóxicas – assinalou.

Yevtushenko

De acordo com Yevtushenko, os chefes do grupo terrorista Frente al-Nusra (proibido na Rússia e em vários outros países) e do Exército Livre da Síria estão trabalhando juntos para detonar projéteis químicos contendo cloro em vários povoados controlados por estes grupos, incluindo na cidade de Daara.

Ele frisou que os combatentes estão planejando filmar alegada utilização de projéteis químicos pelas forças governamentais sírias para, depois, demonstrar os materiais ao público e acusar Damasco de matar civis, o que, por sua vez, contribuirá para cancelamento do regime de cessar-fogo na província de Daara.

Yuri Yevtushenko acrescentou que o equipamento para gravar provocações já está na área, e os combatentes estão levando a cabo preparativos.

Fusão entre Daesh e Al-Qaeda

O Daesh e a Al-Qaeda podem se unir em uma única e nova rede terrorista, disse o diretor do FSB e chefe do Comitê Nacional Anti-Terrorista, Aleksandr Bortnikov, na última quarta-feira. Este novo grupo teria células em todo o mundo e seria capaz de produzir armas químicas.

– Tal organização teria células adormecidas e ativas em muitos países ao redor do mundo com considerável experiência na condução de ações militares e subversivas em condições de campo e cidade, tecnologias e infraestrutura para produzir armas químicas reais e não falsas – avaliou.

O aviso sombrio foi emitido na 7ª Conferência de Moscou sobre Segurança Internacional.

O perigo do Daesh, que já deteve vastas partes do Iraque e da Síria, ainda não deve ser subestimado; já que metade dos mais de 1,6 mil ataques terroristas; em todo o mundo está ligada ao grupo anualmente, acrescentou Bortnikov.

Os ataques resultaram em mais de 150 mil mortes desde o surgimento do grupo terrorista em 2014; e mais de 33 mil pessoas foram mortas ou feridas apenas no ano passado.

Enquanto isso, os extremistas usam a divisão entre as potências mundiais; para seus objetivos e isso permite que eles existam. A ameaça terrorista global, no entanto, não pode ser eliminada pelos esforços locais; mas exige uma abordagem conjunta para cumprir a tarefa, disse o chefe do FSB.

OTAN

Mais cedo, o enviado russo à OTAN Aleksandr Grushko alertou; que a segurança internacional sofre com as tentativas de isolar a Rússia; já que tentar criar “refúgios seguros isolados” é algo que está condenado ao fracasso.

Essas advertências foram repetidas pelo secretário-geral da ONU, Antonio Guterres; também presente na conferência; que disse que “nenhum Estado pode resolver este problema (terrorismo)sozinho”.

As duas notórias facções terroristas são rivais há algum tempo, apesar de o Daesh ter sido afiliado à Al-Qaeda. Em um ponto, a facção uma vez liderada por Osama Bin Laden atacou o Daesh por suas ações; criticando-o pela maneira como recrutam pessoas e as usam contra a Al-Qaeda.

 
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *