Ministério compra máscaras da China e iniciativa privada transporta a carga

Arquivado em: Destaque do Dia, Saúde, Últimas Notícias
Publicado domingo, 10 de maio de 2020 as 18:06, por: CdB

O primeiro avião decolou no sábado às 16h de Xangai (hora local), com escala em Amsterdã, e aterrissou no Rio de Janeiro às 7h deste domingo.

Por Redação, com ACS – do Rio de Janeiro

O primeiro voo com equipamentos para combate a Covid-19 pago por uma loja de departamentos brasileira, em apoio ao Ministério da Infraestrutura e ao Ministério da Saúde, pousou na manhã deste domingo no Aeroporto Tom Jobim. Esta é a primeira de duas operações entre China e Brasil pagas com recursos privados, no total de 15 milhões de máscaras triplas, pesando 53 toneladas.

O avião foi modificado para transportar a carga desde a China até o Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro
O avião foi modificado para transportar a carga desde a China até o Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro

O primeiro avião decolou no sábado às 16h de Xangai (hora local), com escala em Amsterdã, e aterrissou no Rio de Janeiro às 7h deste domingo. O voo foi realizado por uma aeronave modelo Boeing 777 composto por uma equipe de pilotos e funcionários de operações. Percorreu mais de 18 mil quilômetros em cerca de 46 horas, passando por três fusos diferentes.

Estados

O segundo voo, patrocinado pela Americanas e a LATAM, que trará a outra parte da remessa de máscaras chegará ao Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, às 8h40 desta segunda-feira. Cada voo transportou 7,5 milhões de máscaras triplas.

O Ministério da Infraestrutura (MInfra) pagou pelas máscaras transportadas, com recursos do Ministério da Saúde. Os equipamentos de proteção serão distribuídos aos Estados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *