Ministério Público e polícia fazem operação contra fraudes na educação em Niterói

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 25 de maio de 2020 as 11:32, por: CdB

Segundo o MPRJ, as pessoas são suspeitas de cometer fraudes na compra de álcool em gel e sabonete líquido, se aproveitando da situação de emergência decorrente da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O Ministério Público (MPRJ) e a Polícia Civil do Rio de Janeiro cumpriram nesta segunda-feira mandados de busca e apreensão contra sete suspeitos de fraudes em contratações da Fundação Municipal de Educação de Niterói. Também estão sendo cumpridos mandados contra três empresas.

MP e polícia fazem operação em Niterói contra fraudes na educação
MP e polícia fazem operação em Niterói contra fraudes na educação

Segundo o MPRJ, as pessoas são suspeitas de cometer fraudes na compra de álcool em gel e sabonete líquido, se aproveitando da situação de emergência decorrente da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

O valor da compra chegou a R$ 300 mil, de acordo com o MPRJ. Durante a investigação, constatou-se que houve a aquisição de 10 mil unidades dos produtos, mas a empresa que forneceria esses itens à fundação não realizou qualquer compra de produtos para fins de revenda ou de insumos para produzi-los.

Registro de entrada

Diligência realizada no almoxarifado da fundação constatou que ali não havia registro de entrada de nenhuma mercadoria.

Além disso, a mesma empresa não teria autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para comercializar álcool em gel.

Estão sendo investigados ainda outros contratos irregulares entre o município e pessoas físicas e jurídicas apontadas no inquérito, algo que envolve cerca de R$ 1,6 milhão.

Tráfico de drogas

Cerca de 18 pessoas foram presas, na semana passada, em cumprimento a mandados de prisão, expedidos pela Justiça, durante operação realizada por policiais da 128 DP ( Rio das Ostras) em conjunto com agentes da 123 DP (Macaé) e do 6° Departamento de Polícia de Área.

A ação tinha por objetivo a repressão do tráfico de drogas e a desmobilização dos chefes da facção criminosa que comanda o tráfico naquelas regiões.

Durante as diligências foram apreendidos ainda uma pistola calibre.40 da marca Astra com 25 munições intactas, uma espingarda, um rádio transmissor, dinheiro, diversos celulares, maconha e cocaína.

Também foram cumpridos pela Secretaria Estadual de Administração Penitenciária (SEAP) diversos mandados de busca e apreensão em diferentes presídios e o material arrecadado foi apresentado na 34ª DP – Bangu.

Os presos foram transferidos para o Sistema Penitenciário, no intuito de evitar aglomeração, conforme determinação da Secretaria de Polícia Civil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *