Ministério da Saúde regularizará distribuição da vacina meningocócica C

Arquivado em: Saúde, Últimas Notícias, Vida & Estilo
Publicado segunda-feira, 30 de julho de 2018 as 10:19, por: CdB

O Ministério da Saúde orienta que, nos casos dos municípios que estão com estoques reduzidos, seja realizado o agendamento da vacinação, com base na disponibilidade das doses

Por Redação, com ACS – de Brasília:

A distribuição da vacina meningocócica C será normalizada em todo o País a partir de agosto, informou o Ministério da Saúde. Até a regularização, as doses continuarão sendo distribuídas aos estados de forma reduzida, em razão de atrasos na entrega feita pelo laboratório produtor, a Fundação Ezequiel Dias (FUNED).

Até a regularização, as doses continuarão sendo distribuídas aos estados de forma reduzida, em razão de atrasos na entrega feita pelo laboratório

O Ministério da Saúde orienta que, nos casos dos municípios que estão com estoques reduzidos, seja realizado o agendamento da vacinação, com base na disponibilidade das doses.

As vacinas são entregues pela Central de Armazenagem e Distribuição de Insumos Estratégicos (Cenadi), do Ministério da Saúde, a todas as unidades da federação ao longo do mês. O abastecimento dos postos de vacinação fica a cargo, portanto, das secretarias estaduais.

A vacina Meningocócica C (conjugada) é administrada aos três e aos cinco meses, com reforço aos 12 meses, e faz parte do Calendário Nacional de Vacinação. No caso das crianças que não receberam esse reforço, a vacina pode ser aplicada até os quatro anos de idade.

Esquizofrenia

À Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) suspendeu, por meio de resolução publicada na última quinta-feira, a distribuição, comercialização e uso do lote 0000045 do medicamento Melleril (cloridrato de tioridazina), drágeas de 25 mg e 100 mg. Usado para o tratamento de esquizofrenia, o remédio é registrado pela empresa Valeant Farmacêutica do Brasil Ltda e o lote suspenso tem validade até outubro do ano que vem.

Publicada no Diário Oficial da União (DOU) e já em vigor, a resolução decreta que a empresa deve promover o recolhimento do estoque do medicamento existente no mercado em razão de drágeas de 100 mg terem sido erroneamente embalados nos cartuchos de Melleril drágeas 25 mg.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *