Ministro britânico cai após violar confinamento com amante

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado domingo, 27 de junho de 2021 as 12:28, por: CdB

Responsável pela política do Reino Unido de combate à pandemia, Matt Hancock renuncia após tabloide mostrar imagens sua beijando assistente, numa violação das regras de distanciamento social.

Por Redação, com DW – de Londres

O secretário (ministro) da Saúde do Reino Unido, Matt Hancock, anunciou no sábado à noite sua renúncia ao cargo, depois que foram divulgadas fotos suas junto a uma de suas assessoras, em violação das regras de distanciamento social durante a pandemia.

O ministro britânico Matt Hancock

– Aqueles de nós que fazem as regras devem cumpri-las, e é por isso que devo me demitir – declarou Hancock, um dos principais responsáveis até agora pela estratégia contra a pandemia no governo britânico, em vídeo publicado no Twitter.

O tabloide The Sun publicou na sexta-feira uma imagem do ministro abraçando e beijando uma de suas auxiliares. A foto foi tirada em 6 de maio, quando o governo havia pedido para a população não manter contato físico com pessoas de outras casas e não se aproximar de outras pessoas em ambientes de trabalho sem o uso de máscara. Desde então, essas restrições foram, em grande parte, revogadas.

“Precisamos ser honestos”

– A última coisa que eu gostaria é que minha vida privada distraísse a atenção dos esforços para acabar com o coronavírus – afirmou Hancock, casado e pai de três filhos, na carta em que comunicou sua demissão ao primeiro-ministro britânico, Boris Johnson.

– Precisamos ser honestos com as pessoas que sacrificaram tanto durante esta pandemia quando falhamos com elas, como eu fiz ao violar as recomendações – acrescentou.

Ao fazer o balanço de sua gestão da crise sanitária, Hanckock, de 42 anos, admitiu que o governo não tomou todas as decisões certas, mas apelou para a compreensão das pessoas sobre como é difícil lidar com algo desconhecido como a covid-19.

Nas últimas semanas, o ex-secretário de Estado esteve envolvido em uma dura disputa política com um antigo conselheiro sênior de Johnson, Dominic Cummings, que o acusou de mentir em várias ocasiões durante o combate à pandemia.

Na semana passada, Cummings divulgou uma captura de tela de uma mensagem de texto escrita pelo primeiro-ministro chamando Hancock de “inútil”.

Novo ministro

O ex-secretário de Estado da Economia e do Interior do Reino Unido Sajid Javid assumirá a pasta da Saúde.

Javid, de 51 anos, chega ao posto em meio a um aumento dos casos de coronavírus no Reino Unido e à propagação da variante delta, mais transmissível e já prevalecente no país.

Javid será agora um dos principais responsáveis pelo programa de vacinação do Reino Unido, que já imunizou completamente mais de 32 milhões de pessoas contra o coronavírus com as doses necessárias (61,2% da população).

O novo secretário também assumirá a responsabilidade, juntamente com o primeiro-ministro e outros membros do gabinete, pelo roteiro para a retirada gradual das restrições contra a pandemia.

O governo mantém o dia 19 de julho como a data estabelecida para a derrubada de todas as restrições sociais, embora as infecções venham aumentando. Nos últimos sete dias, os novos casos subiram 54,4% em comparação com a semana anterior.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code