Ministro da Grécia pede que imigrantes deixem fronteira e voltem a acampamentos

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 5 de abril de 2019 as 10:22, por: CdB

Grupos pequenos, que incluem crianças, chegaram a um descampado próximo do acampamento de imigrantes de Diavata, situado junto à fronteira com a Macedônia do Norte, na quinta-feira.

Por Redação, com Reuters – de Atenas

A Grécia fez um apelo nesta sexta-feira a centenas de imigrantes e refugiados que se reuniram em um campo próximo da fronteira norte do país para que voltem aos assentamentos que os abrigam, ou poderão enfrentar sanções.

Imigrantes e refugiados abandonam acampamento perto da cidade de Diavata, no norte da Grécia

Grupos pequenos, que incluem crianças, chegaram a um descampado próximo do acampamento de imigrantes de Diavata, situado junto à fronteira com a Macedônia do Norte, na quinta-feira.

Até a manhã desta sexta-feira, havia mais de 100 barracas armadas no descampado, em uma ação provocada por relatos em redes sociais sobre planos de um movimento organizado para atravessar a divisa terrestre do noroeste grego com a Albânia no início de abril.

Em Atenas, um grupo de cerca de 50 imigrantes se instalou nos trilhos da principal estação de trem gritando “Alemanha!” e “Abram as fronteiras”.

Vários outros estavam na estação sob forte escolta policial. Os serviços da estação foram suspensos.

– Queremos ir a Tessalônica e depois para as fronteiras – disse Amin Omar, iraquiano curdo de 27 anos que estava sentado nos trilhos. “Não sabemos se elas estão abertas”.

O ministro da Migração, Dimitris Vitsas, apelou aos imigrantes na fronteira para que voltem aos centros de acomodação.

– É uma mentira que as fronteiras abrirão – disse ele à televisão estatal ERT. “Em tratados internacionais, existem obrigações, mas também existem sanções”.

A polícia estacionou ônibus através de uma estrada da área para bloquear uma rota de acesso. Vitsas disse esperar que os ocupantes do descampado saiam até a noite.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *