Ministro da Justiça vai ao Senado para se explicar sobre acusações de conluio

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 12 de junho de 2019 as 14:59, por: CdB

Segundo o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a data foi confirmada pela presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senadora Simone Tebet (MDB-MS). O ministro se colocou à disposição para prestar esclarecimentos, antecipando-se à aprovação de requerimentos de convocação.

 

Por Redação – de Brasília

 

Presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) recebeu, nesta quarta-feira, a informação de que o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, falará sobre reportagens que mostraram o suposto conluio entre o então juiz da Operação Lava Jato e os procuradores do Ministério Público Federal; em uma audiência pública na quarta-feira da próxima semana..

Sergio Moro se adiantou a uma possível convocação e resolveu se apresentar, espontaneamente, à Comissão de Constituição e Justiça do Senado

Segundo Alcolumbre, a data foi confirmada pela presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senadora Simone Tebet (MDB-MS). O ministro se colocou à disposição para prestar esclarecimentos, antecipando-se à aprovação de requerimentos de convocação. Até lá, no entanto, novos fatos deverão surgir, em novas reportagens da agência norte-americana de notícias Intercept Brasil.

Vazamentos

Segundo Moro, no entanto, as invasões de hackers a juízes e procuradores não vão interferir na missão de reduzir os índices de criminalidade no país. Moro comentou, no Twitter, a redução de casos de violência no país no primeiro bimestre apontada pelo Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp), em especial a queda de 23% nos homicídios dolosos, e acrescentou que “escândalos falsos” não vão interferir no trabalho.

“Hackers de juízes, procuradores, jornalistas e talvez de parlamentares, bem como suas linhas auxiliares ou escândalos falsos, não vão interferir na missão”, disse o ministro em uma sequência de publicações.

A realidade, no entanto, é mais extensa. Os dados vazados pela Intercept avançam sobre um terreno ainda mais pantanoso, no qual a mídia conservadora age como cúmplice na manipulação de informações, conforme constata o cronista Bob Fernandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *