Modric deseja trocar Real Madrid por Inter de Milão, diz jornal

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 2 de agosto de 2018 as 14:24, por: CdB

Modric, no entanto, tem contato com o Real Madrid até junho de 2020, assim, se a Inter de Milão decidir tentar a contratação, terá que oferecer quantia que interesse ao clube espanhol

Por Redação, com EFE – de Milão

O meia croata Luka Modric, eleito o melhor jogador da Copa do Mundo deste ano, gostaria de deixar o Real Madrid e se transferir para a Inter de Milão, segundo publicou nesta quinta-feira o jornal italiano “Gazzetta dello Sport”.

O meia croata Luka Modric

A mulher do vice-campeão mundial, Vanja Bosnic, que também é sua empresária, foi quem fez contato com a direção ‘nerazzurri’, para saber sobre o possível interesse em contar com ele, de acordo com a publicação.

Modric, no entanto, tem contato com o Real Madrid até junho de 2020, assim, se a Inter de Milão decidir tentar a contratação, terá que oferecer quantia que interesse ao clube espanhol.

Jogadores lesionados

Os clubes que disputam o Campeonato Inglês pagaram 217 milhões de libras esterlinas (cerca de R$ 1 bilhão em valores atuais) em salários aos jogadores lesionados durante a última temporada.

Segundo divulgou nesta quinta-feira a seguradora britânica JLT Specialty, o clube que mais gastou neste sentido foi o Manchester United, que pagou 23,3 milhões de libras e registrou 37 lesões no elenco.

O custo total do Campeonato Inglês aumentou 21%, de 176,6 milhões de libras da temporada 2016-2017 para 216 milhões nesta, apesar do número de lesões ter caúdo de 735 a 663.

De acordo com a seguradora, o Arsenal foi o clube que mais lesões sofreu na última temporada, 54 no total, mas o Manchester United foi o que mais gastou para tratá-las. Cada lesão custa em média 323 mil libras em salários a cada um dos clubes da primeira divisão inglesa.

– Será interessante ver o efeito de ter disputado a Copa do Mundo na quantidade de lesões que serão sofridas na nova temporada. Segundo foi visto em edições anteriores, as equipes têm a tendência de sofrer mais lesões depois de um grande torneio internacional. Se a tendência foi mantida, as equipes sofrerão um aumento no número de lesões e no custo do tratamento – declarou Duncan Fraser, diretor de esporte na JLT.

O Manchester City, campeão inglês, foi o segundo clube que menos lesões sofreu durante a última temporada, com 24 – empatado com o Newcastle United -, enquanto o Brighton registrou 15.

As dores musculares são as mais comuns na liga inglesa, embora as temidas lesões de joelho sejam as mais onerosas aos clubes: em média 613 mil libras esterlinas cada uma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *