Moro classifica de apenas ‘um incidente’ os 80 tiros disparados contra civis

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 10 de abril de 2019 as 17:13, por: CdB

“Lamentavelmente, esses fatos podem ocorrer”, disse o ministro Sérgio Moro, ao comentar a morte do músico Evaldo Rosa.

 

Por Redação – de Brasília

Ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro classificou como “incidente bastante trágico” a morte do músico Evaldo dos Santos Rosa, de 51 anos, que na tarde de domingo, em Guadalupe, Zona Norte do Rio. Ele teve o carro que dirigia fuzilado por soltados do Exército, com mais de 80 tiros.

O ministro Sérgio Moro, mais uma vez, se atrapalha diante da imprensa

— Lamentavelmente, esses fatos podem ocorrer. Não se espera, não se treina essas pessoas para que isso aconteça, mas, tendo acontecido, o que conta é o que as autoridades fazem a esse respeito — retruca o ministro, publicamente, durante entrevista a um programa na TV aberta.

Segundo o que o ministro entendeu, “no episódio, e mais uma vez destacando que ele está em apuração pelo Exército, aparentemente não teria havido sequer uma situação de legítima defesa”. O entrevistador havia perguntado se disparar 80 tiros contra o automóvel do civil, se enquadraria em situação de “escusável medo, surpresa ou violenta emoção”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *