Morre, aos 96 anos, Hélio Bicudo, mentor jurídico do golpe de Estado

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 31 de julho de 2018 as 12:48, por: CdB

Em 2010, Bicudo sofreu um AVC e teve a saúde ainda mais debilitada quando morreu sua mulher, Déa Pereira Wilken Bicudo, após 71 anos de casamento.

 

Por Redação – de São Paulo

Advogado que formulou as bases jurídicas para o golpe de Estado, em curso, Hélio Bicudo, que figura entre os mais proeminentes signatários da ata de fundação do Partido dos Trabalhadores (PT), morreu nesta terça-feira, na capital paulista, aos 96 anos.

Hélio Bicudo, que teve uma carreira brilhante na defesa dos Direitos Humanos, terminou seus dias entre os mentores do golpe de Estado, em curso
Hélio Bicudo, que teve uma carreira brilhante na defesa dos Direitos Humanos, terminou seus dias entre os mentores do golpe de Estado, em curso

Em 2010, Bicudo sofreu um AVC e teve a saúde ainda mais debilitada quando morreu sua mulher, Déa Pereira Wilken Bicudo, após 71 anos de casamento. O advogado deixa sete filhos, netos e bisnetos.

Natural de Mogi das Cruzes, no interior paulista, Bicudo ganhou notoriedade nacional ao condenar integrantes do Esquadrão da Morte, organização paramilitar dos anos 1970. Sua carreira foi marcada por forte atuação no campo dos Direitos Humanos.

Na vida política, o advogado também foi deputado federal de São Paulo por dois mandatos consecutivos, de 1991 a 1999 e vice-prefeito de São Paulo, na gestão de Marta Suplicy (então PT).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *