Morre, nos EUA, o ex-presidente George H.W. Bush, aos 94 anos

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sábado, 1 de dezembro de 2018 as 17:13, por: CdB

George H.W. Bush foi piloto de guerra durante a Segunda Guerra Mundial, congressista, embaixador na Organização das Nações Unidas (ONU), diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), vice-presidente de Ronald Reagan entre 1981 e 1989 e, depois, presidente dos EUA por dois mandatos.

 

Por Redação, com agências internacionais – de Huston, TX-EUA

 

O ex-presidente dos Estados Unidos George H.W. Bush (1989-1993) morreu aos 94 anos na noite passada. A informação foi confirmada em comunicado pelo filho e também ex-presidente,
George W. Bush (2001-2009), na manhã deste sábado. “Jeb, Neil, Marvin, Doro e eu anunciamos com tristeza que, depois de 94 anos extraordinários, nosso querido pai morreu”, disse George W. Bush no comunicado.

Bush foi diretor da CIA antes de ser presidente dos EUA, por dois mandatos
Bush foi diretor da CIA antes de ser presidente dos EUA, por dois mandatos

Bush morreu oito meses depois da mulher, a ex-primeira-dama Barbara Bush, com quem esteve casado por 73 anos. Em comunicado, o escritório presidencial de Bush informou que os detalhes do funeral serão anunciados tão logo seja possível.

George H.W. Bush foi piloto de guerra durante a Segunda Guerra Mundial, congressista, embaixador na Organização das Nações Unidas (ONU), diretor da Agência Central de Inteligência (CIA), vice-presidente de Ronald Reagan entre 1981 e 1989 e, depois, presidente dos EUA por dois mandatos. Da Casa Branca, Bush liderou o fim da Guerra Fria, a primeira guerra do Golfo e a invasão do Panamá enquanto a União Soviética se dissolvia e a Alemanha se reunificava.

Os triunfos diplomáticos e bélicos não lhe bastaram para conseguir a reeleição e, em 1993, entregou ao democrata Bill Clinton as chaves da Casa Branca e se retirou para sua casa em Houston, no Texas, junto com sua esposa.

Doença

Bush sofria um tipo de Parkinson que lhe impedia de caminhar e o deixou em uma cadeira de rodas nos seus últimos anos de vida, nos quais suas entradas e saídas do hospital foram constantes, principalmente por problemas respiratórios.

Em 2016, nem Bush pai nem Bush filho apoiaram o candidato republicano e agora presidente, Donald Trump, e, segundo algumas informações, ambos votaram na democrata Hillary Clinton. Trump não compareceu ao funeral de Barbara Bush, em abril.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *