Moscou quer religar telescópio espacial sem permissão da Alemanha

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 10 de junho de 2022 as 12:56, por: CdB

Equipado com dois telescópios, o alemão eROSITA e o russo ART-XC, ele foi lançado em julho de 2019 para mapear a totalidade do céu em raios-X, mas desde o início do conflito, a porção alemã está desligada.

Por Redação, com Meio Bit e DW – de Moscou/Berlim

A Rússia segue em seus esforços para se tornar um completo pária na exploração espacial, graças as constantes presepadas do diretor da Roscosmos Dmitry Rogozin, “amigo do peito” de Vladimir Putin e um político, não um cientista. A mais recente envolve o observatório Spektr-RG, um projeto conjunto entre a agência espacial russa e o Instituto Max Planck, da Alemanha.

Observatório espacial Spektr-RG; o telescópio alemão eROSITA é o maior, e a haste inferior, o russo ART-XC

Equipado com dois telescópios, o alemão eROSITA e o russo ART-XC, ele foi lançado em julho de 2019 para mapear a totalidade do céu em raios-X, mas desde o início do conflito, a porção alemã está desligada. Porém, Rogozin declarou que a Roscosmos irá religá-lo e assumir o controle do observatório de forma unilateral, sem pedir permissão aos alemães.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code