Mourinho diz ser difícil ver retomada de ligas enquanto futebol inglês segue suspenso

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 27 de maio de 2020 as 12:51, por: CdB

O técnico do Tottenham Hotspur, José Mourinho, afirmou que é doloroso ver os países retomarem suas temporadas de primeira divisão enquanto o futebol inglês permanece suspenso devido à pandemia de covid-19.

Por Redação, com Reuters – de Londres/Barcelona

O técnico do Tottenham Hotspur, José Mourinho, afirmou que é doloroso ver os países retomarem suas temporadas de primeira divisão enquanto o futebol inglês permanece suspenso devido à pandemia de covid-19.

Técnico do Tottenham Hotspur, José Mourinho
Técnico do Tottenham Hotspur, José Mourinho

A Bundesliga alemã recomeçou em 16 de maio, tornando-se a primeira grande liga de futebol a voltar, enquanto os campeonatos em Portugal e Espanha também estão se aproximando do retorno.

O futebol profissional na Inglaterra está suspenso desde meados de março, mas os clubes votaram nesta quarta-feira por unanimidade para retornar aos treinamentos de contato e a Premier League ficou mais perto de uma retomada em junho.

– É difícil ver outros países jogando futebol e nós não – disse Mourinho à Sky Sports.

– Eu sempre tento fazer com que nossos jogadores amem o período de Natal, onde, em vez de ficarmos tristes, sempre ficamos felizes em dar às pessoas o que elas amam em um período em que ninguém mais joga futebol.

– No momento, estamos nos sentindo um pouco opostos a isso. Queremos jogar, mas é claro que respeitamos as autoridades, confiamos no que elas e a Premier League dizem, só precisamos seguir a decisão – completou.

Intervalo prolongado

O intervalo prolongado deu aos jogadores lesionados do Spurs, como Harry Kane, Son Heung-min, Moussa Sissoko e Steven Bergwijn, tempo para se recuperar, e Mourinho disse que todos devem estar disponíveis quando a temporada recomeçar.

– Não posso dizer neste momento que eles estão prontos para jogar…mas todos eles não estão mais machucados – acrescentou.

O Tottenham estava em oitavo lugar quando a temporada foi suspensa.

Clubes do Campeonato Inglês

Os clubes de futebol da Premier League votaram nesta quarta-feira por unanimidade para retornar aos treinamentos de contato, deixando a primeira divisão inglesa mais perto de uma retomada dos jogos após paralisação causada pela pandemia de coronavírus.

De acordo com comunicado divulgado depois de uma reunião com todos os 20 clubes, “os times agora podem treinar como um grupo e se envolver em disputas, minimizando qualquer contato próximo desnecessário”.

“A prioridade da Premier League é a saúde e o bem-estar de todos os participantes.”

O fracasso em retomar a temporada pode custar à liga cerca de 750 milhões de libras (US$ 921,75 milhões) em receita perdida de emissoras, segundo estimativas da mídia britânica.

Na semana passada, os clubes começaram a primeira fase do ‘projeto retomada,’ após concordarem em retornar ao treinamento em pequenos grupos, sob estritas limitações e sem contato.

O anúncio de que a Fase Dois pode começar segue 1.744 testes em jogadores e funcionários contra o coronavírus, que produziram oito resultados positivos, incluindo o defensor do Watford Adrian Mariappa e o goleiro do Bournemouth Aaron Ramsdale.

Uma terceira rodada de testes ocorreu na segunda e terça-feira, ainda sem a divulgação dos resultados.

Nenhuma partida foi disputada na Premier League desde março, quando a pandemia de coronavírus interrompeu o esporte mundial.

No entanto, a votação de quarta-feira é um grande passo para a liga completar os 92 jogos restantes.

Na quinta-feira, os acionistas da Premier League discutirão os aspectos comerciais do retorno, incluindo um possível desconto na transmissão e o que fazer se a temporada for reduzida.

A Fase Dois permite que até 10 jogadores trabalhem juntos e aliviará as restrições de tempo nas sessões de treino e permitirá que os jogadores se aproximem.

A terceira fase seria uma mudança para uma forma mais tradicional de treinamento na preparação para os jogos reais.

A liga tinha sinalizado 12 de junho como uma possível data de início, mas agora parece provável que seja no final do mês.

As partidas serão realizadas sem torcida.

Federação espanhola

A Federação Espanhola de Futebol (RFEF) permitirá que os jogos sejam disputados todos os dias da semana, a fim de completar a temporada após interrupção de três meses devido à pandemia de coronavírus, apesar de ter vencido uma batalha legal contra a La Liga sobre o calendário.

Na terça-feira, um tribunal comercial rejeitou processo da La Liga contra a federação, que no ano passado determinou que as partidas do Campeonato Espanhol só poderiam ser agendadas nos finais de semana para proteger os interesses dos torcedores.

A federação saudou nesta quarta-feira a decisão do juiz, mas disse que não vai se opor caso a liga queira agendar jogos todos os dias da semana para terminar a temporada atual o mais rápido possível.

O presidente da RFEF, Luis Rubiales, e o chefe da La Liga, Javier Tebas, são inimigos declarados, mas no mês passado se comprometeram a trabalhar juntos para superar a crise causada pela pandemia após reunião com a ministra do Esporte, Irene Lozano, no Palácio de Viana.

“A federação deseja demonstrar sua maior satisfação com a sentença proferida hoje pelo juiz, que rejeita o processo da La Liga e declara que partidas às sextas e segundas-feiras exigem a aprovação da federação”, afirmou em comunicado.

“No entanto, a federação deseja mostrar sua boa vontade e fará sua parte para facilitar a conclusão da temporada sem problemas, mantendo o espírito de harmonia com que se comprometeu no Palácio Viana.”