MP e polícia fazem ação contra milícia em Rio das Pedras

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 30 de janeiro de 2020 as 11:47, por: CdB

A investigação apurou crimes cometidos desde 2014 pelo grupo, como grilagem, construção e venda ilegal de imóveis, porte ilegal de arma de fogo, extorsão a moradores.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

As polícias Civil e Militar e o Ministério Público (MP) do Rio de Janeiro cumpriram nesta quinta-feira 45 mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra acusados de integrar uma milícia que atua na Zona Oeste da capital Fluminense. O grupo armado é acusado de explorar atividades criminosas na região de Rio das Pedras e Muzema.

Grupo é acusado de explorar atividades criminosas
Grupo é acusado de explorar atividades criminosas

A investigação apurou crimes cometidos desde 2014 pelo grupo, como grilagem, construção e venda ilegal de imóveis, porte ilegal de arma de fogo, extorsão a moradores, agiotagem, uso de ligações clandestinas de água e energia e pagamento de propina a agentes públicos.

Entre os 45 alvos da operação, estão policiais civis lotados na Delegacia da Barra da Tijuca (16ª DP) e policiais militares lotados nos batalhões de Jacarepaguá (18º BPM) e da Barra da Tijuca (31º BPM). Além da prisão desses agentes, foram pedidos à Justiça as suspensões do porte de arma e do exercício da função.

A ação também recolher e analisa o material de um dos acusados, um policial da Delegacia da Barra. Segundo o MP, houve intensa troca de mensagens entre ele e o policial militar Ronnie Lessa, um dos acusados de assassinar a vereadora Marielle Franco e seu motorista Anderson Gomes, em 2018.

Muzema

O grupo miliciano que controla a Muzema seria o responsável pela construção e venda de apartamentos nos dois prédios irregulares que desabaram na comunidade, resultando na morte de 24 pessoas.

Foragido da justiça

Policiais da 52ª DP (Nova Iguaçu), em ação integrada com a Delegacia de Rio Bonito do Pará e a POLINTER do Pará, prenderam, nesta quinta-feira, na Comunidade de Rio das Pedras , em cumprimento a mandado de prisão, expedido pelo Tribunal de Justiça do Pará, pelo crime de homicídio.

De acordo com os agentes, o preso é acusado de matar o companheiro da sua ex-mulher, com quem tem três filhos, e fugiu da sua cidade no Pará para o Rio de Janeiro, onde possui parentes residindo. O preso foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Tráfico de drogas

Agentes da 66ªDP (Piabetá) realizaram, na quarta-feira, o cumprimento de mandado de prisão de um homem indiciado pelo crime de tráfico de drogas e associação para o tráfico.

O mandado foi expedido pela Vara Criminal de Vila Inhomirim, em cumprimento de acórdão da 1a Câmara Criminal do TJRJ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *