Mundo terá década decisiva sobre mudanças climáticas, diz Joe Biden

Arquivado em: América do Norte, América Latina, Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 1 de novembro de 2021 as 14:22, por: CdB

 

Cobrando união nas discussões, Biden afirmou que ninguém “pode fazer tudo sozinho” na luta contra as mudanças e que é preciso “agir no interesse de todos”. “Precisamos investir na energia limpa, e é isso que faremos nos EUA: vamos reduzir as emissões até 2030”, acrescentou.

Por Redação, com ANSA – de Glasgow

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, discursou durante a sessão desta segunda-feira da 26ª Conferência das Partes das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP26), em Glasgow, e afirmou que essa será uma “década decisiva” para salvar o planeta.

Biden participou do primeiro dia do encontro de líderes na COP26

– Faremos aquilo que é necessário ou vamos fazer as futuras gerações sofrerem? Essa é a década decisiva sobre o clima, e a janela está se fechando rapidamente. Glasgow deve dar um chute inicial à mudança – disse o democrata.

Cobrando união nas discussões, Biden afirmou que ninguém “pode fazer tudo sozinho” na luta contra as mudanças e que é preciso “agir no interesse de todos”. “Precisamos investir na energia limpa, e é isso que faremos nos EUA: vamos reduzir as emissões até 2030”, acrescentou.

Emissões de gases

Em números, segundo o chefe da Casa Branca, esse corte nas emissões de gases será de um bilhão de toneladas até 2030 e confirmou a meta de neutralidade de carbono até 2050.

– Cada um desenvolva a sua parte com planos específicos, sobretudo, nas nações mais desenvolvidas. Não há mais tempo para esperar, a cada dia que demoramos, nós tardaremos e aumentaremos os custos da não ação. Podemos fazer isso, só precisamos fazer uma escolha – disse ainda.

– Os EUA darão o exemplo para demonstrar que isso não se trata de palavras, mas sim de ações. A nossa estratégia prevê emissão zero até 2050 e queremos ajudar todos os países do mundo. Queremos quadruplicar o nosso apoio financeiro aos países em via de desenvolvimento. Trata-se de um esforço enorme – pontuou ainda.

A COP26, que ocorre até o dia 12 de novembro, é considerada por muitos como uma das últimas oportunidades, se não a última, para tomar ações concretas para evitar um futuro catastrófico no clima.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code