Nadal chega ao topo do mundo em vitória clássica, na Austrália

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado domingo, 30 de janeiro de 2022 as 17:32, por: CdB

Com o negacionista Novak Djokovic forçado a deixar o torneio por ter se recusado a tomar a vacina anticovid sendo, consequentemente, deportado da Austrália – e Roger Federer se recuperando de uma cirurgia no joelho, o desportista espanhol está agora com um Grande Slam à frente de seus  rivais.

Por Redação, com agências internacionais – de Melbourne, Austrália

Vacinado contra a covid-19, o tenista Rafael Nadal derrotou Daniil Medvedev em uma final clássica do Aberto da Austrália neste domingo, vencendo três sets para conquistar o 21º título de Grand Slam, um recorde que vem apenas alguns meses depois de temer que sua gloriosa carreira pudesse terminar devido a uma lesão.

Rafael Nadal
Nadal comemora a vitória sobre o russo Medvedev, no Aberto da Austrália

Com o negacionista Novak Djokovic forçado a deixar o torneio por ter se recusado a tomar a vacina anticovid sendo, consequentemente, deportado da Austrália – e Roger Federer se recuperando de uma cirurgia no joelho, o desportista espanhol está agora com um Grande Slam à frente de seus  rivais depois de sobreviver ao 2/6, 6/7(5), 6/4, 6/4  e 7/5 thriller na Rod Laver Arena.

Aproveitando uma onda de apoio estridente da multidão, um Nadal vintage fez uma de suas melhores performances para negar novamente uma vitória a Medvedev, menos de três anos depois de deixar o russo de coração partido em cinco sets na final do US Open de 2019.

Backhand

Em uma partida repleta de drama, Nadal estava a dois pontos do título, mas foi quebrado ao sacar para a partida em 5/4. Ele se manteve firme para quebrar Medvedev novamente e desferir um voleio de backhand como um golpe de misericórdia impressionante. Largando a raquete, Nadal balançou a cabeça e sorriu, depois chutou uma bola de tênis e apertou os punhos.

Foi um triunfo que desafiou o tempo e a lógica, com o jogador de 35 anos completando sua primeira vitória de cinco sets depois de perder dois iniciais em 15 anos – desde que derrotou Mikhail Youzhny na quarta rodada de Wimbledon em 2007.

Tendo sofrido quatro derrotas finais em 2012, 2014, 2017 e 2019, Nadal agora pode saborear uma segunda coroa do Melbourne Park, 13 anos depois de derrotar Federer na decisão de 2009.

Abençoado

Os cabelos compridos e os shorts piratas daquela década caíram no esquecimento, mas a classe e o espírito de luta perduram diante das batalhas titânicas de Nadal para se recuperar de lesões.

Tendo perdido Wimbledon devido ao cansaço e o US Open por causa de uma condição crônica no pé esquerdo, Nadal estava prestes a desistir no final de 2021 e se sentiu abençoado apenas por aparecer no Melbourne Park este ano.

Sua capacidade de jogar sete partidas foi milagrosa para o espanhol, que se junta a Djokovic, Rod Laver e Roy Emerson como os únicos homens a vencer cada título de Grand Slam duas vezes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code