Não Lula! Nada de núcleos evangélicos petistas

Arquivado em: Arquivo CDB, Boletim, Destaque do Dia, Direto da Redação, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 6 de janeiro de 2020 as 12:58, por: CdB

Há uma diferença entre ser de esquerda ou ser lulista. Porque nem sempre o lulista é de esquerda, assim como os esquerdistas não são necessariamente lulistas. Porque Lula, como todo ser humano erra, e as vezes erra feio. Agora, por exemplo, acaba de lançar outro erro – a criação de núcleos petistas evangélicos. Ceder à pressão religiosa não é o caminho. Mas alguém poderá dizer, a esquerda apoiava o Evangelho da Libertação e a AP! Nada a ver.  Tanto um como outro eram movimentos pela emancipação dos pobres e pela igualdade social, nada a ver com Evangelho da Prosperidade ou da Mercantilização, utilizando-se do nome de Jesus para enganar os pobes e incultos. Além disso, o Estado brasileiro ainda é laico. Somos por uma união das esquerdas, mas sem essa de se querer também entrar na ladaínha evangélica. Excelente o texto, a seguir, de Celso Lungaretti, https://www.correiodobrasil.com.br/nao-lula-nada-de-nucleos-evangelicos-petistas/ (Rui Martins, editor do Direto da Redação)

Por Celso Lungaretti, de São Paulo:

Nada de misturar o PT com a Evangelho da Submissão e da Mercantilização
Deu no Painel Político da edição dominical da Folha de S. Paulo

“A pedido do ex-presidente Lula, o PT está criando núcleos evangélicos nos estados para tentar acessar essa fatia do eleitorado fiel a Jair Bolsonaro. Assim que deixou a prisão em Curitiba, o petista disse a aliados que o partido precisava ‘aprender com os pastores’. Segundo relatos, Lula disse que ‘eles falam bem e o que as pessoas querem ouvir’.

O pastor Daniel Elias, da Assembleia de Deus no Rio e que participa do movimento do PT, admite que a articulação enfrenta dificuldades. ‘O grupo ligado à direita chegou primeiro e fidelizou, usando a linguagem do crente, citando a Bíblia. Embora haja evangélicos que não gostem de Bolsonaro, eles estão calados.

A hipocrisia de lado a lado
A avaliação de petistas é que conversas com as cúpulas das igrejas estão fadadas ao fracasso —a maioria se alinhou a Bolsonaro. Mas é possível abrir diálogo com as bases. Eles creem que há espaço para mostrar aos evangélicos, principalmente aos que vivem nas periferias, que há valores em comum com a sigla”.
Um tentando enganar o outro
A avaliação de petistas é que conversas com as cúpulas das igrejas estão fadadas ao fracasso —a maioria se alinhou a Bolsonaro. Mas é possível abrir diálogo com as bases. Eles creem que há espaço para mostrar aos evangélicos, principalmente aos que vivem nas periferias, que há valores em comum com a sigla”.
Segue o comentário direto e indignado do jornalista militante de esquerda Celso Lungaretti:
O PT pode ter valores em comum com esses vendilhões do templo que mesmerizam os desesperados, arrancando até seu último centavo e incutindo-lhes o culto ao bezerro de ouro. 
 
A esquerda, decididamente, NÃO!!! Ou existe para apontar ao povo os caminhos da verdadeira libertação, que nada mais é do que a superação do capitalismo, ou se torna tão execrável e nefasta quanto a direita.
 
Lula, formado na ambiência do coronelismo nordestino e reformatado pelo sindicalismo de resultados do 1º mundo, é um populista nato e um reformista convicto. 
A promesa do paraíso em troca da submissão e do dízimo
Então, depois de domesticar o PT, minando sua combatividade e solapando a moral revolucionária que teria evitado os mares de lama catastróficos para o partido, agora acredita que a volta por cima exija a equiparação com as mais sórdidas alianças firmadas pelo inimigo de classe.
 
Não, a esquerda terá de se reconstruir sem dízimos e sem boquinhas, porque precisa, acima de tudo, recuperar a credibilidade que os conciliadores de classe jogaram no lixo, levando o povo a crer que os políticos, sem exceção, sejam todos farinha do mesmo saco. (por Celso Lungaretti, indignado!)
Celso Lungaretti, jornalista e escritor,  foi resistente à ditadura militar ainda secundarista e participou da Vanguarda Popular Revolucionária. Preso, torturado e processado, escreveu o livro Náufrago da Utopia (Geração Editorial). Tem um ativo blog com esse mesmo título.

Direto da Redação é um fórum de debates editado pelo jornalista Rui Martins.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *