É necessário fazer declaração de investimento no Imposto de Renda?

Arquivado em: Comércio, Indústria, Negócios, Serviços, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 29 de março de 2018 as 14:00, por: CdB

Há outras regras que precisam ser seguidas para saber se há necessidade ou não de fazer declaração de investimento no Imposto de Renda.

 

Publieditorial – de São Paulo

 

Depende. Essa é uma das maiores dúvidas entre as pessoas que estão começando a investir. Devido a grande variedade de tipos de investimentos, alguns precisam ser declarados e outros não, dependendo principalmente das regras em relação aos valores de rendimentos.

 A tributação dos investimentos segue legislação própria
A tributação dos investimentos segue legislação própria

Além disso, há outras regras que precisam ser seguidas para saber se há necessidade ou não de fazer declaração de investimento no Imposto de Renda.

Quem precisa declarar
investimentos no Imposto de Renda?

Antes de tudo, é preciso ter em mente algumas das regras principais abaixo:

  • Se no ano você vendeu bens ou ganhou direitos sujeitos à incidência de imposto.
  • Se no ano você realizou operações na bolsa de valores.
  • se no ano as somas dos seus rendimentos sujeitos à incidência de imposto for superior a 28.559.70 reais. Entram nesses rendimentos aluguéis, salários, aposentadorias entre outros.
  • Se no ano  seu patrimônio total é maior que 300 mil reais, incluindo todos os seus bens.
  • Se no ano você recebeu rendimentos isentos de imposto superior ao valor de 40 mil reais.

Se você se encaixa em alguma dessas regras principais, você deverá declarar o investimento no imposto de renda. Lembrando que o rendimento da poupança e o FGTS estão incluídos nesta última regra.

Quais investimentos são
declarados no Imposto de Renda?

Se você precisa declarar imposta de renda, todos os investimentos devem ser inseridos e informados no Imposto de Renda, isso porque o Governo Federal precisa saber quais são todos os bens que constituem o seu patrimônio. Por isso, ao declarar o imposto de renda é preciso completá-lo com todas as suas informações financeiras, sendo elas ou não sujeitas à tributação de impostos.

Quais investimentos são
tributados pelo Imposto de Renda?

  • Ações ou Fundos de Ações: se as vendas das ações superar o valor de 20 mil reais por mês vai haver tributação. O valor do imposto é de 15% a 20% do rendimento. Informe no campo: Demonstrativo de Renda Variável.
  • Fundos de investimentos, Tesouro Direto, CDB: independentemente do valor do rendimento é preciso declarar. O valor do imposto é regressivo de 22,5% a 15% do rendimento. Informe no campo: Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva ou Definitiva.
  • Previdência Privada VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre): independentemente do valor do rendimento é preciso declarar. Informe no campo: Bens e Direitos, código 97. Na fase de benefício tem uma tributação apenas nos rendimentos, já na fase de acumulação não tem dedução.
  • Previdência Privada PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre): independentemente do valor do rendimento é preciso declarar. Informe no campo: Pagamentos Efetuados, código 36 (Previdência Complementar).Na fase de benefício tem uma tributação integral, já na fase de acumulação tem uma dedução de 12% mensalmente.

Importante: quando for escolher o plano de previdência privada ideal para o seu perfil de investir, pense nas diferenças acima. Além disso, leve em conta que cada uma delas podem estar sujeitas à tabelas de tributação progressivas ou regressivas, e isso depende da sua escolha na hora da contratação do investimento.

Quais investimentos não são
tributados pelo Imposto de Renda?

A poupança, o LCI (Letras de Crédito Imobiliário), o LCA (Letra de Crédito do Agronegócio), o CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários) e as operações na bolsa de valores de até 20 mil reais mensais na bolsa.

Todos eles devem ser informados no campo de Investimentos Isentos e Não Tributáveis. A poupança, o LCI e o LCA ficam na linha 8, o CRI ficam na linha 24 e as ações ficam na linha 18.

Como não cometer erros ao fazer
a sua declaração de imposto de renda

Para evitar erros na sua declaração de investimentos é preciso pedir o informe deles na sua corretora. Neste informe todos os seus rendimentos vão estar bem descritos para que não haja erros.

Dessa maneira, é só ir passando as informações do informe para o programa do imposto de renda, além de seguir as recomendações acima. As instituições financeiras que oferecem previdências também emitem informes.

Outra maneira de evitar erros em relação ao imposto de renda é se informando bastante e tentar tirar o máximo de dúvidas. Se você estiver muito confuso, busque por ajuda profissional, em alguns casos é importante contar com o apoio de um contador.

Ao começar a investir, leve em consideração também as taxas de impostos para não ser pego de surpresa. Alguns dos investimentos quando tributáveis estão sujeitos à uma tabela regressiva de impostos. Ou seja, quanto mais tempo você deixa o seu dinheiro menos você paga de imposto. Os valores são sempre entre 22,5 a 15%.

Vale ressaltar que os Bitcoins e outras criptomoedas precisam ser declaradas, no quadro de Bens e Direitos usando o código 99. É preciso colocar algumas informações sobre a compra e o valor na cotação em reais.

Por fim, um ponto importante é evitar omitir informações. Quanto mais claro e bem informado estiver o seu imposto de renda, melhor para o seu bolso, já que esta é sempre a solução mais barata. Cair na malha fina do leão só traz dor de cabeça e em muitos casos, pode sair mais caro.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *