Netanyahu diz que Israel desenvolve ‘mísseis ofensivos’ que podem atingir qualquer lugar

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 18 de dezembro de 2018 as 13:55, por: CdB

Os mísseis “podem chegar a qualquer ponto da área e a qualquer alvo. Este é o poder ofensivo de Israel, que é muito importante para nós em todos os setores”, afirmou.

Por Redação, com Sputnik – de Jerusalém

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que o país está desenvolvendo “mísseis ofensivos” capazes de atingir qualquer lugar do Oriente Médio. Além disso, Tel Aviv está trabalhando para lançar “microssatélites” no espaço.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

Netanyahu fez um discurso sobre o avanço do país nas tecnologias militar e aeroespacial na segunda-feira, enquanto visitava as Indústrias Aeroespaciais Israelenses (IAI). A empresa está desenvolvendo ativamente mísseis “ofensivos”, declarou, assim como armas “com capacidades especiais que nenhum outro país possui”.

Os mísseis “podem chegar a qualquer ponto da área e a qualquer alvo. Este é o poder ofensivo de Israel, que é muito importante para nós em todos os setores”, afirmou.

Além disso, o país busca expandir sua presença no espaço através do lançamento de “microssatélites”, revelou Netanyahu, enquanto segurava uma maquete de tal dispositivo. “O espaço é uma enorme esfera que o Estado de Israel está entrando”, adiantou.

A declaração do primeiro-ministro israelense é a de que a situação em toda a região do Oriente Médio continua tensa. No ano passado, Israel atacou repetidamente a vizinha Síria, citando a suposta presença de milícias pró-Irã e tropas iranianas no país. A Síria, por sua vez, tem repetidamente denunciado tais ataques como uma agressão aberta contra o país.

Um desses ataques resultou na queda acidental de um avião de vigilância russo e na perda de sua tripulação. Moscou atribuiu a culpa pelo incidente em Israel e seus esforços militares no país vizinho. Desde então, a Rússia forneceu ao governo sírio os modernos sistemas antiaéreos S-300.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *