Nicolás Maduro anuncia que Venezuela terá rede social própria

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Redes Sociais, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 17 de março de 2022 as 10:30, por: CdB

Só no ano passado, além de Donald Trump, o presidente Nicolás Maduro também esteve entre os políticos que tiveram suas contas em redes socais bloqueadas por “violação das diretrizes da plataforma”.

Por Redação, com Sputnik – de Caracas

Venezuela vai ter sua própria rede social com lançamento previsto para esta sexta-feira, anunciou o presidente Nicolás Maduro.

Presidente Nicolás Maduro anuncia que Venezuela terá rede social própria

– A Venezuela vai surpreender o mundo com algo que vamos lançar na sexta-feira. A Venezuela vai ter sua própria rede social para a Venezuela e para o mundo – disse o presidente durante transmissão no canal estatal Venezolana de Televisión.

O presidente não deu mais detalhes sobre essa plataforma, mas garantiu que vai surpreender o mundo.

Em repetidas ocasiões, o presidente venezuelano criticou a censura exercida nas redes sociais pelas empresas que controlam o YouTube, Facebook, Twitter e Instagram.

Redes ‘antissociais’

Só no ano passado, além de Donald Trump, o presidente Nicolás Maduro também esteve entre os políticos que tiveram suas contas em redes socais bloqueadas por “violação das diretrizes da plataforma”.

Caracas chegou a enviar cartas às sedes do Facebook nos EUA e México protestando contra o veto ao acesso à sua conta na plataforma, mas não obteve resposta.

Agora, diante da crise geopolítica na Ucrânia com a realização de uma operação especial militar russa no território, a União Europeia, EUA e seus aliados não apenas bloquearam meios de comunicação russos ligados ao Kremlin, sob argumento de “disseminação de fake news”, mas rotularam parcialmente seus profissionais independentes em uma ação arbitrária e infundada, reacendendo o debate sobre regulamentação da Internet e redes sociais em diversos países, especialmente na América Latina.

Caro visitante, tendo em vista o risco de à agência russa de notícias Sputnik sofrer bloqueios na Internet, para não perder nosso conteúdo, se inscreva em nosso canal no Telegram.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code