Noiva de Khashoggi diz que jornalista pensou que não seria interrogado no consulado 

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 26 de outubro de 2018 as 10:56, por: CdB

Autoridades turcas suspeitam que Khashoggi foi assassinado e esquartejado por agentes sauditas dentro do consulado.

Por Redação, com Reuters – de Istambul

A noiva do jornalista saudita assassinado Jamal Khashoggi, Hatice Cengiz, disse nesta sexta-feira que Khashoggi pensou que não seria interrogado ou preso na Turquia, embora estivesse preocupado com possíveis tensões quando fosse ao consulado do reino em Istambul.

Noiva do jornalista saudita assassinado Jama Khashoggi e uma amiga esperam do lado de fora do consultado da Arábia Saudita em Istambul

Em entrevista à emissora turca Haberturk, Hatice disse que Khashoggi não queria ir ao consulado saudita, onde entrou no dia 2 de outubro para obter documentos para o casamento.

Khashoggi, crítico do príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, desapareceu três semanas atrás depois de entrar no consulado saudita em Istambul.

Autoridades turcas suspeitam que Khashoggi foi assassinado e esquartejado por agentes sauditas dentro do consulado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *