Nova Assembléia regional é eleita na Irlanda

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quarta-feira, 26 de novembro de 2003 as 05:25, por: CdB

A Irlanda do Norte elegerá nesta terça-feira os representantes da nova Assembléia regional. A votação é fundamental para a sobrevivência dos acordos de paz firmados em abril de 1998.
Estão habilitados a votar mais de 1,1 milhão de eleitores, e quanto maior for a participação, maior será a chance do Partido Unionista, de David Trimble, se manter como a principal formação protestante e a primeira força da Assembléia, segundo os analistas.

No lado católico, os nacionalistas moderados do SDLP (social democratas e trabalhistas) tentarão conservar sua pequena vantagem sobre o Sinn Fein, o braço político do Exército Republicano Irlandês (IRA). Os dois partidos apóiam os acordos de paz.

Entre os unionistas, favoráveis a permanência da Irlanda do Norte na Grã-Bretanha, o Partido Democrata Unionista (DUP), do protestante ‘ultra’ Ian Paisley, promete acabar com o processo de paz.

As últimas eleições para designar os 108 representantes da Assembléia, em 1998, tiveram a participação de 68% dos eleitores, mas nos últimos cinco anos a euforia dos acordos da Sexta-feira Santa deram lugar à apatia, após os altos e baixos do processo de paz.

Além do frio do inverno, a participação amanhã é ameaçada pela transmissão da partida de futebol entre Manchester United e Glasgow Rangers.

Para evitar ações violentas de grupos armados opostos ao processo de paz, a polícia de Ulster convocou mais 2 mil homens para garantir a segurança nos 612 centros de votação, que abrem suas portas das 7h locais (5h de Brasília) às 22h locais (20h de Brasília).