Nova contração pode atingir maior economia da Zona do Euro

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 21 de outubro de 2019 as 11:33, por: CdB

A economia alemã desacelerou com força no último ano uma vez que seu tradicional motor de crescimento, as exportações, sentiu o peso da guerra comercial global.

Por Redação, com Reuters – de Berlim

A economia alemã pode ter se contraído nos três meses encerrados em setembro, e uma desaceleração nas exportações agora ameaça afetar a economia doméstica, informou o banco central da Alemanha nesta segunda-feira.

A maior economia da zona do euro desacelerou com força no último ano uma vez que seu tradicional motor de crescimento, as exportações, sentiu o peso da guerra comercial global.

A maior economia da zona do euro desacelerou com força no último ano uma vez que  as exportações, sentiu o peso da guerra comercial global.
A maior economia da zona do euro desacelerou com força no último ano uma vez que as exportações, sentiu o peso da guerra comercial global.

“A produção econômica da Alemanha pode ter encolhido de novo ligeiramente no terceiro trimestre de 2019”, disse o Bundesbank em relatório mensal. “O fator decisivo aqui é a contínua contração da indústria orientada para exportações.”

Essa contração começa a afetar o resto da economia, disse o Bundesbank, acrescentando no entanto que não espera uma recessão.

“Indicadores atualmente fornecem poucos sinais de uma recuperação sustentável nas exportações e estabilização da indústria”, disse o banco central. O documento informa ainda que “isso levanta o risco de que a desaceleração se prolongue por um maior número de setores orientados domesticamente.”

De olho no Brexit, na última semana a Alemanha informou que pode usar medidas emergenciais para combater qualquer pânico no mercado devido a um Brexit complicado, disse uma autoridade com conhecimento direto do assunto, como proibir apostas contra a queda nos preços das ações, o que foi utilizado pela última vez durante a crise financeira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *