Nova tecnologia suprime os botões físicos em celulares

Arquivado em: Destaque do Dia, Tablet & Celulares, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado domingo, 22 de dezembro de 2019 as 16:22, por: CdB

A nova tecnologia estará embarcada nos mais diversos smartphones, com chips de alta precisão, de forma que o telefone “perceba” toda a movimentação dos dedos ao tocar no dispositivo.

Por Redação, com ACSs – de Los Angeles, CA – EUA

Estão com os dias contados os botões físicos dos smartphones. Isso é o que afirma a UltraSense Systems, empresa que produziu um chip capaz de analisar as ondas sonoras que se dispersam ao redor do celular e descobrir que tipos de movimentos o usuário está fazendo com as mãos.

Chamado de TouchPoint, o dispositivo de medidas microscópicas gera ondas sonoras inaudíveis que conseguem identificar os movimentos feitos pelos dedos. Mesmo com o uso de luvas, os movimentos podem ser detectados, segundo o fabricante, além de distinguir os dedos de outros objetos.

Nova tecnologia permite a eliminação, por completo, dos botões físicos nos celulares
Nova tecnologia permite a eliminação, por completo, dos botões físicos nos celulares

A empresa aposta que a tecnologia estará embarcada nos mais diversos smartphones, com chips de alta precisão, de forma que o telefone “perceba” toda a movimentação dos dedos ao tocar no dispositivo, eliminando a necessidade dos botões físicos.

Eletrodomésticos

Sem os botões de volume e liga/desliga, por exemplo, seria possível criar celulares mais resistentes à água, por exemplo, uma vez que todas as entradas para o interior do aparelho seriam retiradas. Estes sensores da UltraSystem têm, praticamente, o mesmo valor que os botões convencionais, facilitando a sua utilização.

Mais do que apenas nos telefones, o chip poderá ser integrado em geladeiras, fogões, eletrodomésticos, instrumentos médicos, carros, teclados e joysticks de videogames, com diversas vantagens. O TouchPoint terá a sua primeira demonstração pública em Las Vegas, nos EUA, entre os dias 7 e 10 de janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *