Nova York pode ter pico da demanda hospitalar em 21 dias

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 27 de março de 2020 as 13:45, por: CdB

O Estado de Nova York pode ter um pico na demanda por capacidade hospitalar dentro de três semanas devido ao coronavírus, disse o governador Andrew Cuomo.

Por Redação, com Reuters – de Nova York

O Estado de Nova York pode ter um pico na demanda por capacidade hospitalar dentro de três semanas devido ao coronavírus, disse o governador Andrew Cuomo em entrevista coletiva nesta sexta-feira, em que anunciou um aumento no número de casos para 44.635 e de mortes para 519.

O Estado de Nova York pode ter um pico na demanda por capacidade hospitalar dentro de três semanas
O Estado de Nova York pode ter um pico na demanda por capacidade hospitalar dentro de três semanas

Até a véspera, o Estado de Nova York tinha 37.258 casos de coronavírus confirmados, com 385 mortes.

Cuomo, falando diante de leitos hospitalares improvisados no Centro de Convenções Jacob K. Javits, em Manhattan, também disse que as escolas do Estado devem permanecer fechadas por mais duas semanas, até 15 de abril.

Trump critica GM por ventiladores

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, criticou a General Motors nesta sexta-feira e citou o Ato de Produção de Defesa, depois de dizer que a montadora reduziu o número de ventiladores pulmonares que poderia fornecer aos hospitais que sofrem para atender pacientes doentes com coronavírus.

– Como sempre com ´essa´ General Motors, as coisas nunca parecem dar certo – disse Trump no Twitter. “Eles disseram que nos dariam 40 mil ventiladores muito necessários, ‘muito rapidamente’. Agora eles estão dizendo que serão apenas 6 mil, no final de abril, e querem um dólar alto.”

Em outro tuíte, o presidente acrescentou: “A General Motors precisa abrir imediatamente sua fábrica estupidamente abandonada de Lordstown, em Ohio, ou alguma outra fábrica, e começar a fazer ventiladores, agora!”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *