Nova Zelândia completa 100 dias sem transmissão local de coronavírus

Arquivado em: Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 10 de agosto de 2020 as 10:27, por: CdB

Governo da premiê Jacinda Ardern, no entanto, afirma que não pretende baixar a guarda. País segue com fronteiras sob rígido controle, impondo quarentena para quem chega do exterior.

Por Redação, com DW – de Wellington

A Nova Zelândia completou no domingo 100 dias sem registrar contágios domésticos por coronavírus. No entanto, as autoridades do país continuam a advertir que baixar a guarda está fora de questão.

Premiê Jacinda Ardern declarou no início de junho que país estava livre do vírus. Mas governo continua a impor rígido controle na fronteira
Premiê Jacinda Ardern declarou no início de junho que país estava livre do vírus. Mas governo continua a impor rígido controle na fronteira

No momento, o país vem acompanhando 23 casos de pessoas com covid-19. Todos esses casos envolvem pessoas que vieram do exterior e foram diagnosticadas ao chegar ao país. Elas seguem em quarentena.

– Conseguir 100 dias sem transmissão na população é um passo importante, contudo, como todos sabemos, não nos podemos dar ao luxo de qualquer negligência – disse o diretor de Saúde do país, Ashley Bloomfield.

– Temos visto no exterior quão rápido o vírus pode reaparecer e propagar-se em lugares onde anteriormente estava sob controle, e temos de estar preparados para rapidamente frear quaisquer novos casos no futuro na Nova Zelândia – acrescentou.

População de 5 milhões de habitantes

A Nova Zelândia, com uma população de 5 milhões de habitantes, teve 1.219 casos confirmados de coronavírus desde fevereiro, com o último diagnóstico local identificado em 1° de maio. Ao todo, 22 pessoas morreram no país.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) classificou a reação do país de exemplar por “eliminar com sucesso a transmissão na população”.

No início da pandemia, a Nova Zelândia fechou suas fronteiras e impôs uma quarentena estrita de um mês de duração logo após o início do surto. O primeiro caso no país foi detectado em 28 de fevereiro de 2020.

As medidas mostraram resultado. Em maio, pela primeira vez, a Nova Zelândia já não registrava novos casos locais de coronavírus. No início de junho, a primeira-ministra neozelandesa, Jacinda Ardern, removeu todas as medidas restritivas impostas no país após o último paciente com covid-19 no país receber alta.

Por outro lado, as fronteiras da Nova Zelândia são agora estritamente controladas, e qualquer pessoa que entre no país está sujeita a uma quarentena de 14 dias.

No caso de uma segunda onda, o governo solicitou que todos os núcleos familiares guardassem kits de abastecimento de emergência, incluindo máscaras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *