Número de infectados no Brasil aumenta e, no mundo, passa de 1 milhão

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 2 de abril de 2020 as 18:04, por: CdB

A letalidade do coronavírus no Brasil, de acordo com o ministério, é de 3,8% dos casos confirmados. São Paulo mantém a maior parte dos registros, com 3.506 casos e 188 óbitos.

Por Redação, com agências internacionais – de Bruxelas e São Paulo

O Brasil chegou a 7.910 casos confirmados de coronavírus nesta quinta-feira, um crescimento de 15,72% em relação aos 6.836 registrados no dia anterior, e tem 299 mortes em decorrência da Covid-19, um crescimento de 59 em comparação com a véspera, de acordo com dados divulgados pelo Ministério da Saúde.

Em Paraisópolis, região carente da capital paulista, o número de casos da covid-19 tem duplicado a cada dia
Em Paraisópolis, região carente da capital paulista, o número de casos da covid-19 tem duplicado a cada dia

A letalidade do coronavírus no Brasil, de acordo com o ministério, é de 3,8% dos casos confirmados. São Paulo mantém a maior parte dos registros, com 3.506 casos e 188 óbitos.

No mundo, o número de pessoas infectadas com o vírus Sars-CoV-2 ultrapassou a marca de 1 milhão, segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins. A Europa já tem mais da metade das pessoas infectadas em todo o mundo, e os EUA são o país que tem mais casos sozinho: mais de 220 mil.

Europa e EUA

Os cinco países com mais casos são, nesta ordem, EUA, Itália, Espanha, Alemanha e China.
O número de casos diagnosticados, no entanto, reflete apenas uma parte do número total de infecções devido às diferentes políticas dos países para registrar os casos —alguns o fazem apenas com as pessoas em estado grave, como é o caso do Brasil.

A descoberta de um novo vírus na China foi comunicada à OMS (Organização Mundial da Saúde) no fim de dezembro de 2019. Desde então, 50 mil morreram em decorrência da Covid-19 —outra triste marca que foi batida nesta terça. Itália, Espanha e França são os países com mais mortes, e a China vem em seguida.

Só na última semana, o número de mortos pela Covid-19 dobrou. A OMS disse temer uma escalada ainda maior da pandemia. Para comparação, a última pandemia, de gripe A (H1N1), popularmente conhecida como gripe suína, ocorreu de março de 2009 a agosto de 2010 e matou 18.449 pessoas em 214 países, segundo balanço da OMS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *