OMS pede unidade global em luta longa contra o coronavírus

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 4 de maio de 2020 as 14:45, por: CdB

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu nesta segunda-feira que o mundo se una para derrotar o novo coronavírus.

Por Redação, com Reuters – de Genebra

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, pediu nesta segunda-feira que o mundo se una para derrotar o novo coronavírus.

Ato organizado por proprietários de pequenos negócios para homenagear profissionais de saúde em Veneza, no dia que a Itália começou a afrouxar a quarentena do coronavírus
Ato organizado por proprietários de pequenos negócios para homenagear profissionais de saúde em Veneza, no dia que a Itália começou a afrouxar a quarentena do coronavírus

– Esse vírus estará conosco por um longo tempo e precisamos nos unir para desenvolver e compartilhar as ferramentas para derrotá-lo – disse o diretor-geral da OMS em entrevista virtual em Genebra.

– Vamos prevalecer através da unidade nacional e da solidariedade global – acrescentou, elogiando as promessas de 8 bilhões de dólares dos líderes mundiais para a luta contra a pandemia de coronavírus.

Plano estratégico

À agência sediada em Genebra apresentará nesta semana uma atualização de seu plano estratégico de preparação e resposta, que fornecerá uma atualização de suas necessidades de financiamento para apoiar os planos nacionais e internacionais de combate ao vírus, disse Tedros.

Na entrevista, um especialista da OMS disse que as decisões dos países sobre afrouxamento de medidas de isolamento decretadas para contar o coronavírus precisam ser tomadas com base em avaliações de risco.

ONU pede vacinas e tratamentos

Os líderes da Organização das Nações Unidas (ONU) pediram nesta segunda-feira em um esforço global para desenvolver e distribuir vacinas, tratamentos e kits de testes contra a covid-19 a preços acessíveis para todos.

– Essas novas ferramentas nos ajudarão a controlar totalmente a pandemia e devem ser tratadas como bens públicos globais disponíveis e acessíveis a todos – afirmou o secretário-geral da ONU, António Guterres, no início de uma conferência global que visa arrecadar ao menos US$ 8 bilhões para combater o novo coronavírus.

O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, disse no mesmo evento: “O medidor final de sucesso não será a rapidez com que podemos desenvolver ferramentas. Será o quão igualitariamente podemos distribuí-las. Nenhum de nós pode aceitar um mundo em que algumas pessoas estão protegidas enquanto outras permanecem expostas.”